Terceirização estimulará a criação de novos negócios
abr25

Terceirização estimulará a criação de novos negócios

O presidente do SEBRAE, Guilherme Afif Domingos afirma que “a regulamentação da terceirização é uma alternativa a curto prazo para a crise. O profissional graduado de hoje pode ser o dono de um pequeno negócio amanhã, prestando serviços terceirizados, com mais produtividade e mais qualidade de vida, porque poderá fazer, em vários casos, seu trabalho em casa”.

O que você pensa sobre isso?

Read More
Laudo mostra pagamento a Lula lançado em contabilidade usada pela Andrade Gutierrez para dar propina
abr20

Laudo mostra pagamento a Lula lançado em contabilidade usada pela Andrade Gutierrez para dar propina

“A análise do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) da Construtora Andrade Gutierrez revelou a existência de uma conta contábil intitulada ‘Overhead’”, informam os peritos.

“Foram identificados lançamentos contábeis indicativos de pagamentos e doações a empresas e instituições vinculadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no montante de R$ 3.607.347, entre os anos de 2011 e 2014”, registra o laudo 10/2016, da PF.

Read More
A inescapável e-Financeira
abr19

A inescapável e-Financeira

Elvira de Carvalho explica que o objetivo da e-Financeira é tornar mais fácil a identificação de casos de sonegação fiscal, inclusive encontrando mais facilmente rastros de desvios de recursos públicos.

Qual sua opinião?

Read More
Imposto de Renda: Nem todos precisam declarar
abr19

Imposto de Renda: Nem todos precisam declarar

por Gilmara Santos São Paulo – Ao contrário do que muita gente pensa, não é todo o empresário que precisa fazer a declaração de Imposto de Renda agora no final de abril. “Antigamente, todo o sócio de qualquer empresa estava sujeito à entrega da declaração como pessoa física, mas essa obrigação não existe mais”, afirma o contador, advogado tributarista e diretor-executivo da NTW Pampulha, Frederico Aziz. O empresário, assim como qualquer outro contribuinte, só é obrigado a declarar se recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91; obteve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil; ou ainda se detinha, no ano passado, bens e direitos com valor superior a R$ 300 mil. “Se o empresário não atingiu um desses quesitos, não precisa declarar como pessoa física e, se não é obrigado, é melhor não declarar”, diz o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina, Reginaldo Gonçalves. Para os que estão obrigados a apresentar a declaração, a advogada tributarista e sócia da Advocacia Celso Botelho de Moraes, Renata Soares Leal Ferrarezi, dá algumas dicas. O sócio de empresa optante pelo Simples deve informar as quotas possuídas na Declaração de Bens e Direitos e declarar o pro labore recebido na ficha de rendimentos tributáveis recebidos de pessoas jurídicas. Os lucros obtidos devem ser inclusos na Ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis. MEIs Especialistas alertam que a necessidade de apresentar a declaração não significa que o contribuinte terá que pagar IR. “Na maioria das vezes, já foi feito o pagamento dos ganhos obtidos, mas como o contribuinte não fez a declaração de forma correta pode ser multado”, explica o professor Gonçalves. Para os MEIs, a declaração é um pouco mais complexa. Isso porque devem declarar os ganhos obtidos com a atividade, ou seja, o lucro líquido obtido pelo MEI que é isento do pagamento do IR desde que limitado ao valor resultante da aplicação das alíquotas. Os empreendedores do setor de comércio, indústria e transporte de carga devem usar o porcentual de 8%; transporte de passageiros, 16%; ou 32% para serviços em geral. Significa dizer que o empresário vai pegar o faturamento e aplicar um desses porcentuais, de acordo com a atividade. Se o lucro líquido ficar abaixo deste resultado, ele não terá que pagar imposto. Já o valor que ultrapassar o montante obtido mediante aplicação desses porcentuais caracterizará rendimento tributável e deverá ser informado na Ficha de Rendimentos Tributáveis recebidos de pessoas jurídicas. “O valor do lucro isento deve ser informado na Ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis na linha relativa aos lucros isentos recebidos”, explica Renata Ferrarezi. “Um empreendedor...

Read More
Conexão SPED 2016 em Porto Alegre
mar23

Conexão SPED 2016 em Porto Alegre

O Conexão SPED acontece dia 12 de Maio no Teatro do CIEE (Rua Dom Pedro II, 861) em Porto Alegre.

Read More