7 pontos fundamentais para contador ajudar no sucesso do e-commerce

7 pontos fundamentais para contador ajudar no sucesso do e-commerce

Esse artigo foi feito pensando em você que está envolvido com alguma iniciativa de comércio eletrônico e Quer ter neste mundo tão competitivo.

Não é segredo para ninguém que o mercado digital está em constante crescimento. Com a ascensão da internet e dos meios de pesquisa, ter uma loja online faz parte da sobrevivência de qualquer negócio. Então confira as 7 melhores práticas de para e-commerce.

Vale ressaltar que tão importante quanto a criação de uma loja é a desse negócio. Muitas pessoas acabam esquecendo, mas é fundamental manter todas as contas em dia quando o assunto é um e-commerce. Despesas com a plataforma, anúncio e provedores podem existir, e é essencial não deixar nenhum dos débitos de lado.

Afinal, esse pode ser um mecanismo lucrativo e capaz de gerar muitos clientes, pessoas que estarão dispostas a consumir a sua marca, independentemente da distância física.

Ficou curioso? Quer saber mais? Então aproveite para conferir o conteúdo completo e veja as 7 melhores práticas de para e-commerce. Está preparado? Então vamos lá!

Compras pela internet no Brasil

Como mencionado acima, o e-commerce no Brasil é uma área que não para de crescer. Com diversas opções de compra e venda, esse é um segmento com grande tendência de alta. É importante mencionar que essa ascensão passou a ser ainda mais comum com a pandemia causada pela -19.

Com mais pessoas em casa e com as restrições que foram criadas, muitos tiveram que aprender a comprar pela internet. E a estimativa é que esse novo hábito continue por muito tempo, já que algumas pessoas não estão dispostas a deixar de consumir no mundo digital.

De acordo com dados da Ebit/Nielsen, o primeiro semestre de 2020 foi responsável por atingir um número importante: 7 milhões de novos usuários realizaram a primeira compra online por meio do e-commerce. O resultado foi capaz de impactar em 47% as em 2020, quando comparada com os índices de 2019.

Já um estudo realizado pela Criteo aponta que as compras no mundo digital não serão uma marca apenas da pandemia. Isso porque 67% dos entrevistados relataram que pretendem continuar comprando pelo e-commerce, mesmo quando tudo voltar ao normal.

Isso comprova a ideia de que muitos brasileiros descobriram o mundo digital por conta do isolamento social, mas que não vão deixar de seguir ou de consumir itens e serviços por esse novo mecanismo de busca.

A facilidade em encontrar diversas marcas, as opções de site, a comodidade na hora de procurar e a busca pelo preço e produto ideal são algumas das principais vantagens ao aderir o e-commerce. É claro que as em espaços físicos não vão deixar de existir, mas a tendência é que ambas disputem o primeiro lugar, cenário que não era imaginável há anos.

7 melhores práticas de para e-commerce

Agora que você compreendeu o panorama desse novo negócio, é essencial conhecer algumas práticas de para e-commerce. Isso porque algumas atividades podem ser diferentes da venda presencial. Vamos conferir?

1. Avalie a saúde financeira do seu negócio

O primeiro ponto é pensar na saúde financeira do seu negócio. Para isso, é importante que você saiba quais são os lucros, as dívidas e o que esperar, economicamente, para os próximos meses. Para esse passo, leve em consideração os registros financeiros da sua empresa e avalie as possíveis necessidades para os próximos dias, como a melhora de algum processo ou equipe.

2. Não se esqueça dos tributos

Muitos empreendedores acabam se esquecendo de manter em dia os tributos, fator que pode atrapalhar e muito o desenvolvimento de um negócio. Por isso, é fundamental que exista o acompanhamento de todas as taxas que precisam ser pagas, para evitar dor de cabeça.

3. Certifique-se sobre o regime tributário

Esse é outro ponto que causa confusão e muitos problemas: o erro na hora de selecionar o regime tributário do seu e-commerce. Isso porque muitas pessoas acabam optando pela modalidade errada. Ao fazer isso, a sua empresa terá que pagar determinado valor para a Receita ou você será impedido de fazer alguns contábeis por conta do seu regime.

O ideal é que você procure por um profissional da área para saber qual modelo é compatível com os seus ganhos e futuro, evitando equívocos.

4. Pense no

Essa também é uma das 7 melhores práticas de para e-commerce: o financeiro. Algumas instituições vão crescendo e se esquecem da importância desse passo.

Por isso, não deixe de pensar nos próximos passos, em como estão as contas do e-commerce e o que pode ser feito para melhorar o rendimento nos próximos meses. Só assim será possível ter um negócio de sucesso na internet.

5. Não esqueça a rotina contábil

A dica aqui é não deixar de lado a anotação que você deve fazer sobre as despesas. É claro que cada um se organiza de determinada forma, mas o importante é sempre ter anotado quais foram os gastos, a forma de pagamento e para que foi utilizado o valor. Essa é uma maneira de acompanhar os gastos passo a passo.

6. Organização dos custos

Essa faz parte das 7 melhores práticas de para e-commerce: a organização dos custos. É fundamental projetar todos os gastos que estão planejados para os próximos meses, incluindo gasto com mercadorias, a mão de obra ou até mesmo a parceria com novos fornecedores.

Não deixe de colocar os gastos com as despesas mensais e com aquelas contas que sempre esquecemos de mencionar, como luz, aluguel, internet e água. Assim será mais fácil traçar o panorama do seu e-commerce e saber como melhorar os resultados no futuro.

Acompanhe periodicamente o que foi realizado e compare com o previsto. Seu irá te ajudar nesta tarefa, classificando corretamente o que é despesa, custo fixo, custo variável.

Importante: não misture o que for gasto da empresa e o que for da sua pessoa física. Isso irá tirar sua empresa do caminho do sucesso. Essa prática aparentemente “inofensiva” irá mascarar custos, resultados, controle de caixa e precificação. Ou seja, não adianta ter tudo certo e “só” falhar nesse ponto.

7. Visão geral do e-commerce

Tenha sempre uma visão geral do seu negócio, pensando em todas as áreas e que são realizados no e-commerce. Esse é um passo importante para assegurar a melhora de processos, economizando dinheiro e aproximando você do seu cliente. A dica é reservar um tempo da sua semana para avaliar o que está dando certo e o que pode melhorar.

Dica bônus

A empresa de que você escolher pode ainda fazer um acompanhamento consultivo e estratégico do seu comércio eletrônico.

Possivelmente sua loja irá vender por mais de um canal físico ou digital.

Estes canais têm políticas específicas de comissionamento, entregas, devoluções. Além disso alguns canais são especializados em nichos de mercado.

Há marktplaces “genéricos” como Mercado Livre e Amazon. Mas também há alguns verticalizados como Mobly, Netshoes.

Além dos marktplaces, há a possibilidade de realização de  por meio de lojas físicas e digitais próprias. E ainda redes sociais, Whatsapp, distribuidores, representantes.

Enfim, para otimizar as  por meio desta infinidade de canais é fundamental uma  primorosa. Aí entra o poder da contabilidade estratégica que ajuda o  nas seguintes ações:

  1.  adequada dos produtos em cada canal de ;
  2. otimização das compras;
  3. otimização do fluxo de caixa;
  4. otimização dos estoques;
  5. acompanhamento das  importantes para o comércio eletrônico;
  6. manutenção da conformidade legal, em especial em relação aos aspectos tributários no faturamento para  nacionais;
  7. otimização das  identificando quais produtos vendem mais, com maior margem, em cada canal.

Gostou de conferir as 7 melhores práticas de para e-commerce? Para ler mais conteúdos como esse, não deixe de acompanhar o nosso para ler as novidades. Até o próximo conteúdo!