Entrevista sobre ciclo de palestras “Contador 2.0” para clientes Mastermaq

A metodologia do Contador 2.0 integra conceitos de planejamento estratégico, Bussiness Model Generation (Canvas) e Balanced Scorecard (BSC). A ideia é potencializar a aplicação de ativos intangíveis na geração de valor para a organização contábil.
A metodologia do 2.0 integra conceitos de , Bussiness Model Generation () e Balanced Scorecard (BSC). A ideia é potencializar a aplicação de ativos intangíveis na geração de valor para a organização contábil.

Entrevistamos Roberto Dias Duarte, Conselheiro da Mastermaq que visitará diversos estados do Brasil em 2015 com a 2.0: Modelos de Negócios Contábeis de Alto Valor”.

O objetivo da é mostrar os caminhos que as devem seguir e como devem se posicionar para vencer os desafios do cenário atual. Para isso, Duarte utiliza uma metodologia que integra conceitos de , () e Balanced Scorecard (BSC). Leia a entrevista completa:

  1. Qual é o principal objetivo da 2.0 e quais os assuntos abordados?

O objetivo do Contador 2.0 é mostrar às os caminhos que elas devem seguir e como se posicionar estrategicamente para vencer os novos desafios decorrentes do cenário atual, bem como conquistar as oportunidades por ele oferecidas.

Os assuntos abordados passam por uma análise do atual contexto do mercado de negócios contábeis, uma visão geral sobre os modelos tecnológicos atualmente utilizados pelos escritórios e um estudo de caso sobre o processo de remodelagem de uma organização contábil de forma a agregar mais valor aos serviços ofertados, reduzir custos e riscos.

  1. A que público a palestra é direcionada? Por quê?  

A palestra foi elaborada para o contábil, seja ele sócio de um escritório de contabilidade, ou aquele que pretende criar um negócio no setor.

Sabemos que, embora o () já esteja “na estrada” há quase dez anos, salta aos olhos a preocupante situação de boa parte dos profissionais de contabilidade e ativos em nosso país.

Complexa, a sistemática tem gerado uma verdadeira corrida por cursos oferecendo os subsídios necessários para o correto das novas obrigações acessórias, visto que parcela considerável do setor ainda não se sente totalmente preparada para tal.

O caos se manifesta na prática, e é comprovado pelos constantes alertas publicados pelas autoridades tributárias sobre a má qualidade dos arquivos eletrônicos transmitidos, quando não simplesmente enviados vazios. O gargalo está na da troca de informações entre empresas e contadores, bem como na precária dos empregadores ou clientes por eles atendidos.

Para reduzir custos e riscos, bem como maximizar as oportunidades apresentadas por este cenário, as devem caminhar para um novo conceito de , mais estratégico, inovador, com foco no ao mercado, além da eficiência no cumprimento das obrigações legais e com forte base tecnológica.

  1. Em que consiste o método desenvolvido por você e como ele foi pensado, considerando o público-alvo das palestras?

A metodologia do Contador 2.0 integra conceitos de Bussiness Model Generation () e Balanced Scorecard (BSC). A ideia é potencializar a aplicação de ativos intangíveis na geração de valor para a organização contábil.

Na palestra, examinamos alguns conceitos básicos e desenvolvemos um estudo de caso de aplicação da metodologia a um .

  1. De que maneira essa ferramenta de gerenciamento se aplica à Solução Integrada NG , da Mastermaq? 

Há diversos modelos tecnológicos que as organizações contábeis podem adotar para suportar sua operação. Um dos pontos fundamentais da metodologia do Contador 2.0 é alinhar a estrutura de ao do escritório.

Para efetivar esse alinhamento, a organização contábil precisa definir seus parceiros e recursos-chave. O fornecedor de software é um dos mais importantes, por isso deve apresentar solidez, visão de futuro e proximidade com seus clientes. Ao levar uma abordagem de valorização dos serviços contábeis por meio de conhecimento, fica evidente que a Mastermaq assume essa posição de parceiro estratégico para os escritórios.

Além disso, ela pode oferecer um conjunto de produtos e serviços tecnológicos capaz de suportar o modelo de negócio adotado pelo escritório . Isto passa por  serviços de infraestrutura de hardware, redes, sistemas para apoio à operação e  de relacionamento com clientes, dentre outros.

  1. Como a aplicação do método se reflete em resultados positivos para o negócio? 

A questão é simples e objetiva: aumentando a receita e reduzindo custos/riscos.

  1. Analisando o cenário atual do mercado contábil, como esse método ajuda uma organização a se posicionar estrategicamente frente aos seus concorrentes?

Ainda são poucas as organizações contábeis que apresentam amadurecimento gerencial e dão atenção às questões estratégicas de seus negócios. Conforme pesquisa que realizei em 2014, aproximadamente 20% delas têm esse perfil.

Por outro lado, em média, as organizações contábeis informaram que 65% das horas trabalhadas  se dedicam ao  às demandas governamentais; 12% à produção e apresentação de informações para apoio à gestão dos clientes; 11% às rotinas administrativas e 9% à capacitação dos . Para as atividades comerciais, de , parcerias estratégicas,  estratégico e gerenciamento dos resultados do escritório, restam apenas 5% do tempo total.

Tal cenário mais uma vez reflete a comoditização vivida pelo setor, bem como a pouca percepção de valor, por parte dos seus clientes, com relação aos quesitos atendimento, personalização e oferta de serviços.

Corroborando com esta análise, quase 70% declaram que um de seus principais diferenciais é o cumprimento rigoroso das obrigações acessórias, ao passo que 63% consideram o cálculo correto dos tributos um fator de diferenciação relevante.

Entretanto, cinquenta e cinco por cento, por sua vez,  estão preocupadas com o aumento dos custos ou o baixo crescimento de receitas.

Para auxiliar os no processo de agregação de valor aos seus serviços integrei metodologias tradicionais de  estratégico com a inovadora “Canvas”. Esta abordagem permite a rápida compreensão do modelo atual da organização, bem como sua remodelagem.

É importante deixar claro que os empreendedores que utilizam as ferramentas de gestão estratégica, aliadas à inovação em , atendimento e serviços já estabelecem um novo patamar de organização contábil, mais competitiva e bem preparada para superar desafios e aproveitar oportunidades.

  1. Qual o papel dos softwares da Mastermaq e da tecnologia de um modo geral na aplicação do método 2.0 e na gestão de uma organização contábil? 

A atuação da Mastermaq é fundamental no novo modelo de organizações contábeis não somente pelos sistemas. O produtor de software é muito mais que um simples fornecedor para o escritório. É um parceiro-chave, que precisa estar próximo e alinhado com a visão de mercado do contador . Neste cenário, há uma construção conjunta do futuro.

Claro que a oferta ampla de soluções e sistemas é importante. A nova arquitetura do escritório demanda sistemas além da operação básica (folha, fiscal, contábil). Portais, troca de documentos e informações, controles internos, auditorias compõem o alicerce tecnológico da prestação de serviços.

Hoje não é mais possível imaginar uma instituição financeira sem forte base tecnológica. Um banco não usa apenas sistemas de controle de contas correntes, investimentos e crédito. Há um enorme esforço para controle dos resultados dos colaboradores, produtos e agências. Também é impossível sustentar as transações bancárias sem as tecnologias de relacionamento com clientes.

O caminha no mesmo sentido. Mas, não dá para pensar em nada disso sem uma infraestrutura robusta de hardware e redes. Neste sentido a parceria da Mastermaq com o pode não somente reduzir seus custos, como também alavancar seus resultados.

  1. Qual a sua expectativa em relação às palestras que serão realizadas esse ano em alguns Estados? 

O trabalho de conscientização é grande. Apenas 20% dos empreendedores do setor têm a percepção de que é preciso trabalhar estrategicamente para gerar mais valor. A tão cobiçada valorização dos serviços contábeis não cai do céu. É fruto de muito , trabalho e inovação. Tanto que apenas 17% das organizações contábeis praticam preços acima da média de mercado. Enfim, tenho certeza que esta iniciativa da Mastermaq é fundamental para o amadurecimento do setor.

  1. Qual a importância da realização das palestras juntos aos clientes Mastermaq?

Sem dúvida é um diferencial. A palestra irá motivar os empreendedores contábeis para que busquem a inovação e a diferenciação. Depois há um longo caminho para colocarmos em prática os conceitos apresentados. Os clientes da Mastermaq terão o privilégio de sair na frente.

 

Fonte: http://blog.mastermaq.com.br/

Qual sua opinião sobre isso?