Fusão e Aquisição de empresa de contabilidade: diferença entre os dois processos

Fusão e Aquisição de empresa de contabilidade: diferença entre os dois processos

A e de empresa de são dois dos principais pelos quais um negócio pode se desenvolver em potencial. São soluções que vêm crescendo bastante ao longo dos anos no Brasil, por diversos motivos, mas que acabam gerando dúvidas, visto que ambos os conceitos são parecidos.

Para quem é dono ou diretor em uma empresa de contabilidade e que quer vê-la crescer, dominar os conceitos é essencial. Afinal, você pode entender o que faz mais sentido para cada momento e ter o melhor escritório possível depois do processo. Então, continue lendo o post para entender de uma vez por todas as diferenças entre e aquisição de empresa de contabilidade.

Quais são os conceitos de e aquisição de empresa de contabilidade?

Usar esses termos como sinônimo é um erro, já que existem grandes diferenças entre eles. A confusão existe pois ambos os se dão a partir da “união” de duas empresas, mas resultados e variam bastante.

Primeiro, a de empresas de contabilidade acontece quando existe uma permuta de ações entre dois negócios. É um processo que tende a acontecer com empresas de mesmo porte, mas não necessariamente. No caso, a permuta de ações resulta em um negócio novo. É comum que ambas as empresas anteriores deixem de existir juridicamente para dar origem a uma nova.

a aquisição de empresas de contabilidade ocorre quando uma compra as ações da outra, total ou parcialmente. É um processo de negociação que pode levar a empresa comprada a deixar de existir. A compradora continua existindo normalmente, integrando as operações da empresa comprada.

Como ocorrem a e aquisição de empresas de contabilidade na prática?

Além da diferença conceitual, ainda existem outras distinções entre ambos os . Por exemplo, é mais comum que a ocorra a partir de empresas que têm uma atuação em comum. Imagine dois escritórios de contabilidade que querem se fundir para criar um terceiro maior.

Na aquisição isso pode acontecer, mas não é o mais comum. Uma aquisição pode ser feita por empresas de outro setor, dentro ou fora do segmento. É uma decisão estratégica, que busca aumentar o alcance da empresa no mercado. Imagine, por exemplo, um grande escritório que compra um escritório menor com especialidade em contabilidade para profissionais de saúde. É uma forma de tornar a empresa mais forte e cobrir um ponto cego.

A última grande diferença entre os modelos é em relação ao pagamento. Na , geralmente ocorre uma simples permuta de ações, de modo que uma empresa passa a fazer parte da outra. Na aquisição, o pagamento pode ser por títulos, dinheiro ou ações.

Quanto à escolha da opção, depende muito de cada caso. O aumento da competitividade e o crescimento da são dois grandes fatores para acelerar esses processos. Empresas mais tradicionais, por exemplo, têm um grande volume de clientes, mas acabam fazendo ou com empresas mais jovens para incorporar seu domínio da tecnologia.

O que é preciso avaliar ao fazer e aquisição?

Agora que ficou claro a diferença entre e aquisição e quando cada um pode ser mais interessante, é importante entender o que é preciso avaliar para que o processo seja realmente benéfico. Normalmente, é comparado:

  • Carteira de clientes;
  • Posicionamento no mercado;
  • Tempo de atuação;
  • Capital humano;
  • da organização;
  • Estrutura financeira.

É claro que sempre é importante fazer essa avaliação mais geral, mas cada caso tem suas particularidades. Por exemplo, a é um processo similar para ambas. As empresas avaliam uma a outra, estudam os impactos no mercado e planejam internos. Esse último ponto é crucial do ponto de vista dos stakeholders, de modo que o impacto é limitado e a transição tranquila.

Na aquisição, é natural que a empresa compradora faça uma avaliação mais criteriosa. Como é um processo de compra e venda, cabe muito espaço para a negociação, o que significa que pode valer a pena trazer uma consultoria independente. A proposta precisa fazer sentido quantoo à situação real da empresa comprada.

Na outra ponta, a empresa comprada também precisa fazer uma avaliação bem realista do quanto ela vale atualmente e no , para conseguir um valor que seja justo, mas realista.

Como ficam as empresas após o processo?

Outra diferença é na situação pós-processo. Na fusão, as duas organizações dividirão a da empresa. Isso significa que é preciso que a nova estrutura da organização esteja muito clara, antes da assinatura do contrato.

Por outro lado, na aquisição, a responsabilidade da empresa comprada acaba no momento em que o contrato é assinado. Tanto a gestão da empresa como as responsabilidades referentes a ela, fazem parte do comprador.

Também é preciso entender como serão as novas operações da empresa ao final do processo. É algo que precisa ser feito com muito cuidado, já que atuações podem resultar em duplos ou até mesmo divergentes. Essa decisão também deve ser tomada a partir da avaliação de cada negócio. O ideal é incorporar as melhores vantagens de cada um. É aqui que muitas empresas falham. Empresas podem exigir que os processos sejam os mesmos que sempre foram, o que acaba prejudicando os resultados da outra parte.

O que pode levar a e aquisição de escritórios de contabilidade?

Por fim, vamos discutir os possíveis motivos que levam a esses processos. É claro que, na prática, os motivos são praticamente infinitos. Porém, eles geralmente se enquadram em 3 grandes categorias.

Talento dos sócios

As são uma das principais formas de adquirir talento nesse mercado. Profissionais talentosos são extremamente valiosos, e esse processo é uma forma bem eficiente de atraí-los.

Serviços nichados ou especializados

Já demos esse exemplo acima, mas ou aquisições podem ser uma ótima forma de reforçar um atendido pela empresa ou de ajudá-la a alcançar um novo.

Geografia

Empresas, especialmente as maiores, têm planos de crescimento regional. Por exemplo, um grande escritório do Rio de Janeiro pode expandir para São Paulo, Belo Horizonte e outras capitais. Uma forma bem eficiente de fazer isso é por meio de ou aquisições de empresas já fortes nesses locais.

Percebeu as diferenças entre e aquisição de empresas de contabilidade? Apesar de parecidos, são situações únicas, com consequências e processos distintos. Agora que você já conhece as diferenças, pode aplicá-los melhor nas estratégias da sua empresa.

Gostou do post? Então assine nosso canal no telegram para ficar por dentro de todas as novidades!

Classifique nosso post post