Safra promissora na contabilidade

por Roberto Dias Duarte

As devem caminhar para um novo conceito de , mais estratégico, inovador, com foco no ao mercado, além da eficiência no cumprimento das obrigações legais e com forte base tecnológica.

Embora o () já esteja “na estrada” há quase dez anos, salta aos olhos a preocupante situação de boa parte dos profissionais de contabilidade e ativos em nosso país.

Complexa, a sistemática tem gerado uma verdadeira corrida por cursos oferecendo os subsídios necessários para o correto das novas obrigações acessórias, visto que parcela considerável do setor ainda não se sente totalmente preparada para tal.

O caos se manifesta na prática, e é comprovado pelos constantes alertas publicados pelas autoridades tributárias sobre a má qualidade dos arquivos eletrônicos transmitidos, quando não simplesmente enviados vazios. O gargalo está na da troca de informações entre empresas e contadores, bem como na precária dos empregadores ou clientes por eles atendidos.

Já as devem caminhar para um novo conceito de , mais estratégico, inovador, com foco no ao mercado, além da eficiência no cumprimento das obrigações legais e com forte base tecnológica.

A cadeia produtiva do agronegócio vem buscando melhorias de eficiência por meio de boas práticas de gestão e atitudes inovadoras há pelo menos duas décadas. Não por acaso, tem sido honrosa exceção no tímido crescimento da nossa economia, justamente por ter percebido a tempo a necessidade de uma ampla reestruturação.

O setor contábil igualmente tem pela frente grandes oportunidades para adotar um novo modelo, processo que deve contar com a participação de todos: entidades, , faculdades e escolas de cursos livres que realmente primem pela qualidade.

Num país como o nosso, o solo neste campo também é fértil, restando apenas lançar desde já sobre ele as melhores sementes possíveis.

1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments