Contabilista comemora data preocupado com um outro balanço

por Edgar Madruga (*) e Roberto Dias Duarte (**) Parafraseando Martin Luther King Jr, nós também temos um sonho: que a contabilidade das empresas brasileiras deixe de ser eminentemente burocrática, retomando em plenitude seu perfil gerencial e, consequentemente, a capacidade de prover diferenciais competitivos para os mais diferentes tipos de negócios. Talvez seja esta a melhor forma de exprimir em Leia mais