Contabilidade on-line é uma inovação disruptiva?

Seria mesmo uma inovação disruptiva ou apenas uma melhoria de processos no relacionamento com clientes?

A prestação de serviços contábeis utilizando exclusivamente canais eletrônicos é, atualmente, um dos temas mais polêmicos no meio contábil. Funciona? É legal? Fere a ética profissional? É mais eficiente? Seria mesmo uma inovação disruptiva ou apenas uma melhoria de processos no relacionamento com clientes?
Obviamente não pretendo analisar a legalidade deste tipo de serviço ou mesmo a qualidade de empresas específicas. Meu objetivo é entender as consequências deste movimento para o mercado.

Que sistema contábil devo adotar no meu escritório?

Hoje há no mercardo uma infinidade de sistemas que automatizam as operações contábeis, fiscais, tributárias e trabalhistas.

Muita gente tem me questionado sobre esse ponto. Qual seria, afinal, o melhor sistema para a automação das tarefas de um escritório contábil? Em primeiro lugar, há um entendimento equivocado com relação ao uso da tecnologia neste setor.