Dicas básicas para fazer avaliação de desempenho no escritório contábil

“Quanto maior a reunião, menores são os resultados” Tim Cook

Seu escritório utiliza algum tipo de avaliação de desempenho?
Se a resposta é não, vale repensar, pois essa ferramenta tem grande potencial para melhorar o processo de gestão de pessoas.

Partindo de diferentes perspectivas, indicadores e parâmetros, é possível obter informações sobre o capital humano da organização, que vão servir de base para um gerenciamento mais assertivo.Conhecendo o perfil comportamental, habilidades, forças e fraquezas de cada colaborador, ficará mais simples definir os próximos passos, atribuindo responsabilidades de acordo com as competências.

Por isso, boas avaliações de desempenho estão por trás de bonificações, recompensas, realocações, promoções e até demissões em momentos estratégicos.

Para que a avaliação de desempenho seja de fato estratégica, é importante levar em conta, para além de aspectos comportamentais, o alcance das metas organizacionais estabelecidas. Dessa forma, teremos um equilíbrio e uma visão sistêmica de quais são as características profissionais dos colaboradores e de qual resultado tem sido entregue para a empresa a partir dessas características. 


Em um modelo desenvolvido pela Connectabil, a avaliação é feita em 4 blocos:

  • Competências
  • Habilidades técnicas por área: Contábil, fiscal, legal, DP, Financeira entre outras.
  • Habilidades comportamentais 
  • Cultura organizacional

Estes 4 bolos são importantes para o desenvolvimento de um profissional em relação à empresa e à cadeira que ocupa. É necessário o equilíbrio entre esses critérios para que de fato o colaborador exerça de forma eficiente o seu cargo.


Como fazer uma avaliação de desempenho?

1. Mapeamento de competências

Ter a definição do que será avaliado. Quais são as características que aquele profissional precisa ter para exercer melhor sua função. Liste todas elas. 

2. Defina objetivos

Antes de tudo, é importante definir o objetivo da avaliação para ter clareza de como os resultados obtidos serão utilizados. A avaliação será utilizada para treinamento e desenvolvimento dos colaboradores? Promoção? Sucessão? Remuneração? Bonificação?

Sem um objetivo definido, fica impossível saber qual o melhor tipo de avaliação de desempenho para a empresa.  Este é o ponto-chave do seu planejamento.

3. Escolha o método

Com os objetivos definidos, será possível então partir para a escolha do modelo
mais adequado para a sua empresa, seja um modelo mais simples, como a avaliação feita somente pelo gestor, seja uma avaliação mais complexa e completa, como a avaliação 360º . 

4. Estruture os questionários de avaliação de desempenho

Talvez uma das partes mais importantes no processo de avaliação de desempenho é a criação dos questionários. Afinal, ele será como uma espécie de mapa para orientar os seus colaboradores e também os gestores. Com ele, será possível saber o que perguntar, quais aspectos serão explorados e qual vai ser a dinâmica de cada avaliação.Sabemos que em meio a operação, o empresário contábil dificilmente consegue encontrar tempo para se preparar para estratégia de pessoas, pensando nisso, a Connectabil está disponibilizando de forma gratuita uma ferramenta de avaliação de desempenho para que você consiga utilizar ainda em janeiro e começar o ano com a estratégia de pessoas bem alinhada. Basta acessar este link e baixar a sua ferramenta.