Fusões de Empresas de Contabilidade – o que está por trás do desejo de fusão

principais motivos para fusoes e aquisicoes
0 0 vote
Article Rating

Diversas empresas de contabilidade anunciaram e no mercado; muitas outras estão negociando. O que está impulsionando essa série de de empresas de contabilidade?

Por Zilla Efrat. Traduzido por Roberto Dias Duarte.

 

e (M&A)

A atividade de fusões e (M&A) entre empresas de contabilidade menores e maiores parece estar acelerada à medida que os profissionais procuram:

  • Se adaptar melhor às mudanças do setor;
  • Apoiar seus clientes e equipe;
  • E gerenciar o de .

“Em termos de nossas próprias redes, estamos tendo mais conversas e há uma maior disposição para explorar oportunidades do que talvez houvesse alguns anos atrás”, disse o sócio-gerente do escritório da BDO em Brisbane, Tony Schiffmann.

Ele diz que o principal motivador é a . “É um ambiente bastante desafiador”.

A competição é forte e alguns praticantes podem não estar confiantes de que suas próprias estratégias os levarão adiante no . Eles também desejam permanecer relevantes para o mercado que atendem. ”

Além disso, muitas práticas menores observam a rápida expansão de seus clientes, muitas vezes em outros países, e procuram maneiras de atender às necessidades crescentes dos clientes.

Caminhos de carreira em contabilidade

Muitos reconhecem a necessidade de oferecer planos de carreira mais sólidos para reter funcionários.

“Estamos vendo uma guerra por talentos e alguma pressão sobre os salários em algumas partes do nosso quadro de funcionários. Isso vem não só da profissão, mas também do comércio ”, acrescenta Schiffmann.

No ano passado, o membro do CountPlus 360 Financial Advantage comprou a Kerry Albert & Co em Coffs Harbour, NSW.

Enquanto a Robson Partners, com sede em NSW Central Coast, comprou a prática regional local Walker & Andrews.

 

Alguns motivos para realizar e

O CEO da CountPlus, Matthew Rowe FCPA, afirma que os motivadores por trás desses tipos de fusões incluem:

  • Os níveis crescentes de comoditização de serviços;
  • constante em ;
  • Terceirização;
  • Diminuição da lucratividade;
  • Capacidade limitada de financiar o crescimento;
  • A necessidade de os diretores garantirem pessoalmente a dívida da empresa;
  • E potencialmente para a compra de novos parceiros.

É importante ressaltar que muitas empresas não planejaram claramente seus futuros.

“Nós conversamos com empresas em todo o país onde os proprietários estão na casa dos 60 e 70 anos e ainda estão trabalhando porque não têm planos de e não consideraram sua própria de saída”, disse Rowe.

As estratégias de saída certamente estavam na mente de Anna Tantau FCPA quando sua empresa Page Tantau se fundiu com a SEIVA em Melbourne em 2017.

“Os dois diretores estavam começando a pensar em um plano de ”, diz ela.

“Ambos tínhamos funções fora da nossa prática, um sênior estava saindo e era hora de uma atualização completa do nosso sistema de TI (provavelmente mudando para a nuvem).”

Para a SEIVA, ela acredita que o benefício foi levar em conta a larga de dois profissionais maduros e “ bidirecional”.

 

Contadores planejam aposentadoria

Tantau espera que a atividade de M&A continue a crescer.

“Existem tantos profissionais maduros, mas pequenos e solteiros, ou pequenas sociedades, que estarão procurando se aposentar nos próximos cinco a 10 anos”.

Será difícil para o número atual de pequenas clínicas venderem seus negócios como uma empresa em funcionamento.

Então eles vão querer maximizar o valor de sua lista de clientes. Uma maneira de fazer isso é encaminhar os clientes para a nova empresa e garantir que a transição seja a mais tranquila possível.

Tanya Titman FCPA, cuja empresa de consultoria de negócios e contabilidade em nuvem Consolid8 se fundiu com a BDO em Brisbane em fevereiro de 2019, concorda.

“Vários profissionais estão procurando opções de sucessão e isso só aumentará nos próximos anos com base na demografia dos profissionais em nosso setor”, diz ela.

“Menos profissionais estão comprando as práticas de dentro. Isso representa um problema para os profissionais que desejam sair e também terá um efeito negativo em seu valor de saída. ”

Titman diz que uma oferece a oportunidade de encontrar um plano de sucessão “não apenas para você, mas também para seus clientes”.

Outras vantagens da para a empresa de Titman foram à capacidade dos membros da equipe de desenvolver seus planos de carreira em especializações e de trabalhar em locais internacionais por meio de destacamentos no exterior.

“Nossa equipe ficou particularmente entusiasmada com o acesso a uma ampla gama de oportunidades de interno em uma variedade de tópicos. Incluindo habilidades técnicas e sociais, e acesso a especialistas dentro do grupo maior para discutir questões técnicas. ”

A fusão deu à BDO acesso à da Consolid8 em uma série de áreas de , como , e-commerce e setores de .

Fundir e crescer

Na visão Schiffmann

Diz que a BDO já estava procurando desenvolver essa expertise. Portanto, adquiri-la por meio de uma fusão fazia sentido.

“No nosso caso, a fusão é uma forma legítima de crescimento. Sempre tivemos uma de M&A. Frequentemente, conforme você fica maior, sua agilidade é desafiada. As empresas menores são mais ágeis e buscamos trazer novas formas de pensar ”, diz ele.

O nível atual de atividade não se limita necessariamente a pequenas empresas que se fundem com empresas maiores. Também pode consistir na fusão de duas pequenas empresas.

 

Na visão Rowe

Atribui parte da atividade intensificada de fusão às consequências das recomendações da comissão real Hayne [sobre má conduta no setor bancário, de aposentadoria e de serviços financeiros].

Especificamente a proibição de comissão adquirida para aqueles que oferecem consultoria financeira.

“Há dois anos, havia 12 compradores para cada clínica à venda. Agora estamos vendo oito vendedores para cada comprador ”, diz Rowe.

Ele espera ver uma maior convergência em contabilidade e consultoria à medida que o setor aumenta seu foco no melhor interesse do cliente, padrões éticos e profissionais mais elevados e a remoção de remunerações conflitantes.

“A comissão real Hayne é um impulsionador dessa convergência. Maior regulamentação e padrões de educação de consultores financeiros é outra ”, diz ele.

Também exercendo influência, diz Rowe, estão às expectativas dos consumidores de maior transparência e realinhamento dos interesses comerciais, à medida que as instituições financeiras continuam a abandonar os negócios de de patrimônio.

“Os benefícios mais cruciais da fusão para práticas menores neste ambiente pós-Hayne são uma estrutura de governança mais forte, e suporte operacional de alto nível [em RH, , TI, risco]”, acrescenta Rowe.

Ele diz que a compra da CountPlus de uma participação de 40 por cento na O’Brien Accountants & Advisors em 2018 foi a primeira de uma rodada esperada de transações de crescimento, uma vez que busca tirar proveito da tendência de convergência.

A CountPlus tem “apetite” para aumentar o número de empresas em sua rede e fará isso investindo apenas em empresas de contabilidade e consultoria de alta qualidade, diz ele.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments