Orientação para servir: saiba tudo sobre o assunto

Orientação para servir: saiba tudo sobre o assunto

Antes de tudo, sabemos que a competitividade é o principal objetivo de qualquer negócio que esteja atuando no mercado. Entretanto, para que esse objetivo seja concretizado de maneira eficiente, é necessário avaliarmos a condução das atividades dos colaboradores, especialmente suas skills.

Entre as habilidades mais demandadas nos contextos atuais em relação aos funcionários de um negócio, está a orientação para servir.

Mesmo que estejamos nos referindo a um termo relativamente recente no mundo empresarial, verificou-se que trata-se de uma habilidade importante para a condução das atividades, especialmente as contábeis.

A ideia é estimular um ambiente onde os funcionários tenham um espírito colaborativo e empático em relação às suas funções e as de outrem, promovendo benefícios competitivos essenciais para as atividades desse setor.

Quer saber como? Então, confira o nosso até o final e tire todas as suas dúvidas sobre essa habilidade importante para a condução das atividades internas.

Orientação para servir: o que é e qual a sua importância?

Antes de mais nada, podemos definir que o conceito de orientar para servir está relacionado ao ato de adaptar-se ao trabalho em equipe. A ideia, em geral, é estar totalmente disposto a querer fazer parte de todos os internos e até mesmo os externos, a fim de contribuir com ações e ideias orientadas pelos supervisores, gerentes e demais superiores imediatos.

Além disso, existe a disposição e a flexibilidade para aceitar delegações, sempre atentando-se aos prazos previamente estabelecidos pela chefia imediata. Entretanto, a ideia não é somente fazer com que os colaboradores acatem as demandas de forma taxativa, mas sim de forma empática e proativa.

Estimular um ambiente laboral amplo e diversificado — atuando não somente em uma atividade específica, mas em várias, sem obrigação — é o caminho mais eficiente para uma orientada a servir.

Por que meu escritório de precisa investir nessa ação?

Antes de tudo, devemos entender que a orientação para aprimorar os e atividades internas de uma empresa de forma colaborativa faz com que os colaboradores tenham proatividade e disposição para contribuir com atividades que podemos julgar como complexas, especialmente aquelas que são delegadas a um único funcionário.

Além disso, em épocas de metas, não existe nada mais eficiente do que perceber a disposição de colaboradores para se ajudarem. Esse é o melhor caminho para um ambiente organizacional saudável e que não gira em torno somente do empreendedor, mas de todos os envolvidos.

Sendo assim, podemos presumir que não é de se esperar que que trabalham em espírito colaborativo tendem a prestar serviços mais eficientes aos seus clientes finais. Isso gera uma reputação positiva no mercado, pois o de recomendação também contribui para um índice de qualidade eficaz do negócio.

Como desenvolver esse tipo de habilidade?

Agora que você já sabe o que é o conceito de orientar para servir e a sua devida importância para a empresa, confira abaixo as principais dicas para estimular essa habilidade entre os seus colaboradores:

1. Faça colaborações

Em geral, mostrar ao colaborador que ele faz parte de uma comunidade e que tudo ocorre sinérgica e sistematicamente é de suma importância para estimular essa habilidade.

Quando passamos a buscar meios para que os funcionários realizem cooperações entre si, os resultados afetam (de forma positiva) toda a organização, fazendo com que a qualidade cresça nos setores internos, e assim, consiga gerar maior competitividade.

Fazer com que o colaborador encontre o seu diferencial é de suma importância para fazê-lo produzir não somente o que lhe é delegado a fazer, mas como outras ações e atividades.

Portanto, estimule um ambiente colaborativo, com proatividade e livre expressão para opinar, conduzir e até mesmo ajudar outros funcionários de outros setores. Quanto mais rápida essa fixar-se no ambiente organizacional, mais qualitativa a empresa se tornará para os clientes finais.

2. Estimule o trabalho em equipe

Seguindo a mesma linha do item 1, a ideia de estimular o trabalho em equipe é só mais uma consequência da colaboração. Quando o ou gestor da entende a importância dos colaboradores se ajudarem não apenas para agilizar e otimizar atividades, mas como também para descobrir novos talentos, fica mais fácil delegar funções, e entender quem de fato merece tal posição.

Além disso, fazer com que o orgulho seja deixado de lado para que haja o respeito entre as equipes é de suma importância para um ambiente organizacional mais sadio e eficiente.

3. Seja prestativo com seus colaboradores

Inicialmente, de nada adianta querer que seus funcionários entendam a importância de colaborar e servir se a sua não é tão exemplar assim. Nesse quesito, a ideia principal é trabalhar com horizontalidade em seu escritório contábil, ou seja, entender que a sua posição não deve ser uma ameaça para a sua equipe.

Por esse motivo, seja prestativo com os funcionários, ajudando-os em tarefas complexas, dando conselhos, mostrando práticas mais eficientes e, acima de tudo, mostrar-se como pessoa, e não como um superior “mandão”.

Fazendo isso, você influencia seus funcionários a agirem da mesma forma uns com os outros, o que contribui ainda mais para a colaboração.

4. Dê exemplo

Não menos importante do que todos os itens citados acima, é demonstrar um contínuo exemplo do que é realmente servir e mostrar-se apto a ajudar sempre que for necessário. Essa ação deve partir, primeiramente, do empreendedor, para que depois seja disseminado aos colaboradores, e assim, seja incorporado à das atividades contábeis.

Conclusão

Conforme vimos, o ato de ser orientado a servir não infere em uma posição inferior, muito pelo contrário. Apenas estimula empatia e proatividade para conduzir atividades profissionais em conjunto, vencendo barreiras hierárquicas e estimulando um ambiente ainda mais saudável para se trabalhar.

Sem contar nas metas mensais orientadas pelo estratégico da contabilidade, que tendem a ser concretizadas de forma enxuta e eficiente. Por esse motivo, pratique a devida ação de servir aos seus colaboradores continuamente, e veja esse processo se repercutir entre eles, pois estamos falando de uma skill importantíssima para a sobrevivência dos negócios, como um todo, no mercado atual.