Perspectiva Brasil e Portugal: erros que fazem perder clientes contábeis

As pessoas vão esquecer o que você disse. Elas vão esquecer o que você fez. Mas elas nunca vão esquecer como você as fez sentir. Maya Angelou

Os erros que fazem perder clientes contábeis são muitos, porém, alguns acabam se destacando entre outros. No Brasil e em Portugal, a situação é parecida, e por isso, é importante que os contadores dos dois países fiquem atentos a esses pontos.

No decorrer do nosso artigo, vamos falar mais sobre os principais erros, além de apresentar dados da pesquisa realizada pela Growth from Knowledge para os escritórios portugueses. Para o caso dos brasileiros, utilizaremos o Mapa do Empreendedorismo na Contabilidade, de Roberto Dias Duarte, como referência.

A seguir, vamos apresentar os principais erros cometidos por escritórios de ambos os países, para que você possa evitá-los em sua empresa. Confira!

Problemas de comunicação entre as partes

O primeiro erro cometido pelos escritórios de contabilidade é a falta de investimento em comunicação. Em muitos casos, o cliente precisa contar com os dados de maneira rápida, porém, o atendimento nem sempre é tão veloz quanto o esperado.

Uma solução para isso seria a implementação de um sistema de gestão integrado com os clientes, onde seria possível verificar os dados sempre que precisasse. Essa prática, inclusive, é o desejo de muitos empreendedores brasileiros.

Segundo o levantamento feito por Roberto, para os próximos anos, essa é uma das principais prioridades de aproximadamente 52,8% dos escritórios de contabilidade brasileiros. Os contadores sabem que esse cenário precisa mudar o quanto antes.

Os problemas de comunicação podem aumentar consideravelmente o grau de insatisfação de um cliente de um escritório. Por isso, é extremamente importante resolver essa questão assim que a sua empresa tiver condições de fazer isso.

Relacionamento pobre e sem personalização

Boa parte do problema de comunicação também é responsável por tornar o contato entre as partes envolvidas em algo penoso. No caso dos escritórios portugueses, por exemplo, apenas uma pessoa da empresa é responsável por entrar em contato com clientes na maioria das empresas.

No caso das empresas brasileiras, pelo número de empresas pequenas que recorrem à terceirização, podemos chegar à mesma conclusão. Contar com uma equipe que não é fixa, mostra que esse não é um problema visto como prioritário pelos contadores.

Quando falamos de relacionamento com o cliente, por mais que o número seja baixo, podemos notar que 2,7% dos escritórios pequenos terceirizam a tarefa. Esse tipo de comportamento não é notado em grandes empresas, por exemplo.

Contar com uma equipe pequena para essa tarefa acaba fazendo com que o atendimento, em sua totalidade, seja genérico. Os clientes, ao não se sentirem valorizados, tendem a buscar por outros escritórios que façam isso por eles.

Poucos serviços prestados para os clientes

Boa parte dos escritórios de contabilidade atuais disponibiliza poucos serviços para os seus clientes. O leque de opções não é muito extenso, e esse erro acaba fazendo com que os clientes procurem por alternativas mais completas dentro do mercado.

Segundo o Mapa do Empreendedorismo na Contabilidade, por exemplo, boa parte dos escritórios brasileiros disponibiliza serviços fiscais e contábeis básicos. Porém, nem todos prestam consultorias especializadas.

BPO das contas a pagar, além de recebimento, são alguns dos serviços encontrados, em sua maioria, apenas nos grandes escritórios de contabilidade. No caso de Portugal, a situação é um pouco diferente da notada no Brasil.

Por lá, os escritórios contam com boa média de serviços prestados, exercendo 7 atividades para cada cliente, segundo a média. No entanto, o plano é aumentar esse número, para que seja possível visualizar um crescimento sólido na empresa.

Auditorias, entre outros serviços mais consultivos, são os principais diferenciais buscados no mercado atual. Os escritórios brasileiros precisam se adaptar ao mercado para conseguir exercer um maior número de atividades para os seus clientes.

Utilizar tecnologias ultrapassadas no mercado atual

Outro erro que faz com que os escritórios percam um maior número de clientes é o uso de tecnologias ultrapassadas. Isso acaba atrasando a entrega da documentação, além de não passar boa imagem para os clientes que analisam a situação com olhar mais crítico.

Os sistemas de gestão mais atuais contam com a automatização de tarefas como sua maior aliada. Com isso, as atividades, que antes poderiam levar até dias para serem realizadas, são feitas em minutos, ao colocar as informações mais importantes dos seus clientes.

Dessa maneira, implementar novas tecnologias acaba sendo necessário dentro do cenário atual. Isso acaba aumentando a produtividade dos escritórios, e fazendo com que os contadores tenham mais tempo para se atentar aos problemas do cliente.

Inclusive, aumentar a produtividade da empresa, segundo o relatório de Roberto Dias Duarte, é uma das prioridades para os escritórios brasileiros para o futuro, com 62,2% das empresas destacando esse ponto. Por meio dos softwares corretos, é possível alcançar esse objetivo.

Ao fazer uso dessas ferramentas, é possível que o contador tenha mais tempo sobrando para outras atividades. Com esse tempo, ele pode reservar um período maior para trabalhar como consultor financeiro do seu cliente, como falaremos mais no próximo tópico.

Não exercer o papel de consultor

Um último erro que faz os escritórios de contabilidade perder clientes no mercado é a falta de serviços de consultoria. Hoje, o contador precisa exercer atividades que vão muito além da simples apresentação de números de maneira crua.

Ele precisa atuar como consultor de negócios, ajudando nas tomadas de decisões mais estratégicas de seus clientes. Os serviços de auditoria, por exemplo, são bons exemplos de consultorias que são valorizadas dentro do mercado contábil atual.

Apesar de serem valorizadas, não são um serviço tão comum assim entre os escritórios de contabilidade. No caso de Portugal, por exemplo, esse serviço é mais restrito às empresas de grande porte, com os pequenos empreendedores da área ficando de fora.

O cenário se repete no Brasil, já que apenas 15,5% dos escritórios de contabilidade de menor porte oferecem esse serviço aos seus clientes. Para conseguir se tornar mais relevante dentro do mercado, é necessário investir nesse meio.

O mercado está sempre em mudança, e no universo da contabilidade não seria diferente. Os contadores que não pretendem ficar para trás precisam buscar a inovação para não perderem os seus clientes para os concorrentes maiores do mercado.

No fim, esses são os erros mais comuns, no mercado atual, que fazem os escritórios perderem clientes. Se esse artigo foi útil para você, não deixe de compartilhá-lo com seus colegas de profissão, para que eles não cometam os erros!