Protagonismo feminino na gestão de finanças familiar gera aumento de interesse por novas estratégias financeiras

Protagonismo feminino na gestão de finanças familiar gera aumento de interesse por novas estratégias financeiras

O número de mulheres responsáveis financeiramente pelos lares brasileiros cresce a cada ano, de acordo ao levantamento da Consultoria IDados, com base nos números de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Hoje, esse número já chega a 34,4 milhões de residências sustentadas por mulheres e a expectativa é que a taxa de participação feminina alcance a masculina em 2030. De acordo com o especialista financeiro Roger Mitchell Madeira, CEO e cofundador da Learmachs, internacional, houve o aumento expressivo da procura de informações por estratégias financeiras por parte do público feminino nos últimos meses. “Em média de 17%, liderado pelo interesse de conhecer mais sobre a de blindagem patrimonial e seus ganhos com eficiência tributária e foco em livre de conflitos “, explica. 

O especialista aborda que é comum as pessoas relacionarem o termo blindagem patrimonial com a necessidade de possuir muitas propriedades ou bens, para só então se preocuparem em iniciar uma proteção. Segundo o CEO da Learmachs, a blindagem patrimonial é indicada para todo e qualquer indivíduo que possua um ou mais veículos, um ou mais imóveis, participações em outras empresas e também investimentos, papéis, ações, títulos e poupança. Ele reforça que a proteção patrimonial pode e deve ser iniciada pelo indivíduo ainda antes de conquistar e aumentar patrimônio, acumular dinheiro, bens e riqueza. 

Segundo Madeira é preciso se preocupar em proteger patrimônio numa estrutura jurídica segura e adequada. “A primeira, maior e mais importante atitude de todas, é criar a estrutura que comportará todos os bens adquiridos no de sua vida. Não se compra o cofre só depois de ter muito dinheiro, você compra o cofre primeiro, para só depois começar a guardar dinheiro nele. Vem a crise, vem a emergência, vem o problema, e o seu dinheiro está protegido numa estrutura forte, segura e capaz de manter a riqueza coesa, estável e intocada”, explica Madeira. Ele também esclarece, que essa segurança se alcança com a criação de uma holding patrimonial, para que a mulher, durante o de sua vida, possa ir armazenando nela todos os bens que vá adquirindo. 

*Aline Ventura, executiva, 35 anos, que atuou no setor bancário por 13 anos, revela que começou a acumular certo patrimônio com o passar dos anos e sentiu a necessidade de administrá-lo melhor. “Demorei certo tempo para me preocupar com isso, mas de uns anos para cá ganhei muita clareza sobre o quanto uma mulher independente financeiramente é uma mulher livre pra tomar qualquer decisão. Ainda não tenho filhos, mas tenho a vontade de ter e sei que cuidar do meu patrimônio será importante quando eu estiver pronta”, explica Aline. 

“A blindagem patrimonial é um conjunto de estratégias legais que se destinam a proteger o patrimônio de eventuais ataques aos bens de um indivíduo ou de uma família. É esse conjunto de estratégias que delimita riscos variados e que limita o acesso irrestrito aos bens do indivíduo. E fazer isso é um direito do cidadão cumpridor de suas obrigações, com amparo legal na Constituição Federal e nas demais leis que governam o país”, explica o especialista. “O melhor tipo de blindagem patrimonial e o exemplo mais claro, é a criação de uma Holding no formato jurídico de uma Sociedade Anônima, em que o(s) acionista(s) são totalmente anônimos, ou seja, não aparecem em nenhuma consulta pública”, esclarece Madeira. 

Na prática, a blindagem patrimonial é um escudo, uma camada de proteção entre o proprietário e seus bens, dificultando o acesso direto ao patrimônio do indivíduo ou da empresa, visto que estão discretamente protegidos e longe da vista pública. “No caso de um indivíduo ou de uma família, a blindagem patrimonial esconde discretamente a riqueza familiar, tornando impossível que criminosos usem informações financeiras para chantagear, e até mesmo sequestrar membros familiares, em troca de dinheiro. Também funciona como escudo contra execuções, bloqueios e penhoras indevidas, impedindo que os bens e contas bancárias sofram arresto, e a empresa, o indivíduo e a família, tenham tempo de renegociar eventuais dívidas e de se defender apropriadamente”, explica o CEO da Learmachs. 

Na prática, a blindagem patrimonial é um mecanismo de defesa contra circunstâncias negativas, para as quais ninguém está realmente preparado. A empreendedora Ana Alcântara, de 43 anos, não conhecia a fundo o termo, mas optou por seguir com a proteção patrimonial por questões de segurança e em caso de imprevistos: “Ao pesquisar mais a fundo, me interessei e enxerguei muito valor na blindagem patrimonial, principalmente nos dias de hoje em que há vazamentos de dados e exposição elevada nas redes sociais. Tenho dois filhos, portanto foi uma forma de manter e proteger os bens adquiridos e nos dias finais, estarei tranquila”. Um outro fator que favorece a blindagem patrimonial é a transmissão dos bens com segurança e integralidade, em caso de falecimento. “Nesses casos, o patrimônio está protegido, tudo já está definido e será transmitido com segurança, de maneira integral e dentro da lei. Ao fim, os herdeiros vão gastar o mínimo possível com impostos de transmissão, herança e outras despesas”, elucida Roger Madeira. Segundo ele, se transmitir o máximo possível de bens e patrimônio às futuras gerações é o objetivo, blindar o patrimônio familiar é a única forma de conseguir isso. 

Não há contraindicação para a blindagem patrimonial, mas há apenas um caso em que ela é proibida por lei: quando o indivíduo, a família ou a empresa, já enfrenta um processo judicial de qualquer natureza, seja trabalhista, tributário ou fiscal. “Nesse caso, não é permitida a constituição da holding patrimonial. Na prática, a criação da estrutura que abrigará os bens deve sempre ser feita antes de quaisquer circunstâncias negativas”, finaliza o CEO da Learmachs. 

*A pedido da executiva e por questões de segurança o nome verdadeiro da personagem será mantido em sigilo.

Sobre a LEARMACHS INTERNATIONAL S/A:

internacional que atua desde 2019 constituindo operações no Brasil e no mundo, com forte suporte tecnológico, através do uso massivo de softwares com , e . Dentre as soluções oferecidas, estão a Blindagem por Compartimentalização Societária (BCS), a Blindagem Operacional Corporativa (BOC) e até soluções para Pessoa Física, que vão do Sucessório à Blindagem Patrimonial. 

Fonte: Larissa Peruccini 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments