RH BASEADO EM DADOS: DIFERENCIAL COMPETITIVO PARA O ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

Aprendi a aceitar desafios que nunca pensei fazer antes. Sucesso e conforto não coexistem Virginia Rometty

A análise de dados chegou para ficar no setor de RH. Mais que uma tendência, o RH tecnológico já é uma realidade na área. A utilização de dados, a partir do people analytics, é uma poderosa ferramenta para subsidiar a tomada de decisões, não só no que diz respeito à de pessoas, mas também à utilização dos recursos financeiros. 

Quer entender melhor as possibilidades de atuação estratégica do RH baseado em dados e como o People Analytics pode garantir mais competitividade ao seu escritório de contabilidade? Continue a leitura!

A atuação estratégica do RH baseado em dados

O RH lida diariamente com um grande volume de dados e informações importantes para a gestão de pessoas estratégica. Esses dados são, provavelmente, o ativo mais valioso do setor dentro de uma organização, já que auxiliam em uma tomada de decisões muito mais acertada.

Apesar de importantes, muitas empresas ainda não organizam e analisam esses dados a favor da gestão. Isso pode ocorrer devido à falta de informações sobre como processá-los de forma inteligente para auxiliar nas atividades e nos processos cotidianos. Ou até mesmo por não contarem com ferramentas adequadas para essa organização e análise.

O RH do futuro, contudo, traz uma nova forma de atuação para o setor, unindo tecnologia, processos científicos e expertise para inserir a de dados no RH, tornando-o muito mais dinâmico, eficiente e menos burocrático. 

Com decisões tomadas a partir de dados e informações confiáveis, o RH impacta positivamente todo o negócio, melhorando não só os processos internos, mas também a produtividade e os resultados obtidos por colaboradores de todos os demais setores. 

A no fornecimento de dados estratégicos, reais e confiáveis para a tomada de decisões

A orientada por dados é uma ciência multidisciplinar que utiliza processos e algoritmos para extrair conhecimento de dados estruturados e não estruturados de um negócio. 

Dessa forma, é feita a análise computacional para prever e antecipar possíveis problemas, propondo soluções rápidas. Para esses insights, são utilizadas tecnologias de e machine learning

No RH, a ferramenta que garante a coleta, a organização e a análise de dados sobre processos e colaboradores é o People Analytics

People Analytics

O People Analytics é um método que auxilia o RH a conhecer profundamente seus colaboradores, antecipar tendências e aprimorar sua estratégica. Com ele, é possível mensurar o engajamento, a produtividade e a satisfação dos profissionais no ambiente de trabalho. 

Com a ferramenta, o RH consegue extrair dados reais e confiáveis que variam de acordo com o nível de aplicação. Os dados obtidos não são usados apenas para o monitoramento de indicadores, e sim na criação de planos estratégicos.

  • Nível descritivo: permite compreender o passado e analisar o que aconteceu em determinado período do tempo;
  • Nível diagnóstico: ajuda a identificar a causa de determinados problemas e acontecimentos;
  • Nível preditivo: extrai informações de fatos que já ocorreram para ajudar a prever cenários futuros;
  • Nível prescritivo: ajuda o RH a ter uma perspectiva maior dos problemas que estão por vir, minimizando impactos negativos. 

É importante entender que, quanto mais alto o nível, mais complexas são as técnicas e tecnologias necessárias para extrair e analisar os dados. Contudo, o valor da informação também aumenta de acordo com o nível.

Como a baseada em dados impacta os resultados do

RH e são dois setores que devem caminhar em paralelo. Numa organização, seus papéis se complementam. Com isso, ambos conseguem uma atuação muito mais ágil e orientada por reais e tangíveis. 

No não é diferente. Os dados obtidos pelo People Analytics provém uma de pessoas mais estratégica para gerar resultados de alto impacto na produtividade e performance do time.Confira a seguir os principais impactos positivos. 

Atração dos melhores profissionais do mercado

Com um RH orientado por dados, o negócio consegue identificar os colaboradores de melhor performance e avaliá-los com base em diferentes variáveis, identificando competências e características comportamentais importantes para novos processos seletivos. 

Dessa forma, o departamento cria um perfil de “candidato ideal”, o que torna os processos de recrutamento e seleção muito mais direcionados, otimizando tempo e evitando contratações erradas, que podem gerar custos excessivos.  

Engajamento e retenção de profissionais

O RH estratégico também impacta na do clima organizacional do escritório, garantindo mais engajamento e motivação e evitando o turnover, um grande ofensor da produtividade e da saúde financeira do negócio.

Com uma análise mais focada na de pessoas, é possível entender os fatores que impactam no dia a dia dos profissionais e até mesmo os principais motivos de desligamento. 

Para ilustrar, vale destacar aqui um case de sucesso: como o Grupo Salsa reduziu o turnover em 95% a partir de um RH orientado por dados. A empresa do varejo de jóias utilizou ferramentas de tecnológicas e reduziu o seu turnover de 10% para 0,5%.

Produtividade e Times de Alta Performance

A análise de dados também permite que o RH identifique quais competências e habilidades garantem uma melhor performance dos profissionais em cada posição. 

Dessa forma, é possível cruzar diferentes informações, encontrando pontos em comum entre os colaboradores com alto desempenho e identificar fatores que podem melhorar a performance e a produtividade de demais profissionais. 

Desenvolvimento de boas lideranças

Capacitar, treinar e formar lideranças é um dos principais processos de de pessoas. 

Esse desenvolvimento de profissionais para torná-los líderes cada vez melhores é possível a partir da identificação de competências fundamentais para o cargo, bem como do aperfeiçoamento de skllis para potencializar seus resultados junto ao time.

Otimização dos recursos financeiros

Uma baseada em achismos tem como principal desvantagem o risco de prejuízos financeiros por conta de decisões precipitadas que podem comprometer recursos. 

Imagine, por exemplo, que o RH identifique casos de desmotivação dos colaboradores. Sem uma orientada por dados reais e confiáveis, é possível que a empresa tente reter esse profissional utilizando estratégias como aumento de salário ou bonificações. 

No entanto, muitas vezes a insatisfação dos profissionais não está relacionada diretamente a fatores financeiros. Clima organizacional ruim, falta de oportunidades de desenvolvimento, lideranças inadequadas e até excesso de trabalho podem ser os reais motivos da baixa no engajamento. 

Dessa forma, antes de tomar decisões que envolvam o investimento de recursos financeiros e de pessoas, é essencial que, tanto RH quanto contabilidade, busquem trabalhar em conjunto para mensurar a influência de variados fatores e determinar as próximas ações a serem seguidas. 

Conclusão

Como vimos, o RH baseado em dados traz um importante diferencial competitivo para o escritório de , uma vez que é fonte de dados, informações e estratégica para subsidiar a tomada de decisões e ajudar a conduzir o negócio na direção do crescimento sustentável. 

Quer entender ainda mais como o RH pode ajudar a potencializar os resultados do seu escritório de ? Inscreva-se agora na imersão em RH 4.0: Sólides RH Week.

https://www.weforum.org/videos/ginni-rometty-it-should-be-augmented-intelligence-not-artificial