Saiba como usar o gerenciamento por objetivos na contabilidade

Saiba como usar o gerenciamento por objetivos na contabilidade

Imagine que você, como dono ou gestor de uma empresa de , tem várias tarefas a fazer hoje. Cada uma dessas tarefas não está relacionada e você precisa da ajuda de outras pessoas para concluir a análise de algumas delas.

Agora imagine anexar objetivos às respectivas tarefas: você tem uma ideia do propósito que elas cumprirão. Além disso, ajuda você a priorizar tarefas e a concluí-las de acordo. Os gerentes nas organizações assumem a responsabilidade de conduzir os objetivos de negócios.

No entanto, eles não podem fazer tudo sozinhos. Eles delegam responsabilidades à sua equipe, que realiza tarefas e atinge metas. Quando os gerentes têm objetivos específicos em mente, eles sabem exatamente o que precisam dos funcionários. O gerenciamento por objetivos (MBO) é um desses que aprimora o processo de definição e cumprimento de metas.

O gerenciamento eficaz ajuda muito os funcionários a trabalharem de forma colaborativa em direção a objetivos comuns. Foi Peter Drucker – um dos gurus de mais influentes do mundo – que acreditava que a eficácia era mais importante do que a eficiência em uma organização.

Ele questionou o papel da eficácia nas escolas de de relações humanas e clássicas. Drucker desenvolveu a por objetivos em seu livro The Practice of Management (1954). O gerenciamento por objetivos, explica Peter Drucker, trata de um tipo de interação específico para gerentes e funcionários.

Ele sugere que várias hierarquias sejam integradas dentro de uma organização para melhores resultados. O MBO torna-se um processo de utilização eficaz de recursos que fornece aos funcionários um senso de direção e os ajuda a estabelecerem objetivos claramente definidos.

O gerenciamento por objetivos é caracterizado pelo comprometimento, maturidade e responsabilidade e tem como objetivo melhorar o desempenho de uma organização. Na , alguns exemplos para entender melhor o significado da por objetivos seriam:

Aumentar o engajamento dos funcionários do seu em 35%, ter mais assinaturas de clientes em potencial de boletins informativos disponibilizados na internet e a redução do ciclo de captação de clientes para três meses, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas.

Esses exemplos de gerenciamento por objetivos indicam que as metas são específicas e mensuráveis. MBO conta com a estrutura SMART de definição de objetivos, que se resume em:

– Específico: almeje uma área específica de melhoria;
– Mensurável: um indicador ajuda a medir o progresso;
– Atingível: especifique quem desempenhará qual função;
– Realista: declare o que eles podem alcançar de forma realista com os recursos disponíveis;
– Tempo limite: especifique quando as metas podem ser alcançadas.

Como, então, usar o gerenciamento por objetivos na ? Quais são as etapas que devem ser seguidas para que você possa implementar com êxito o gerenciamento por objetivos na sua empresa de contabilidade?

Bom, há seis etapas que devem ser seguidas para aprimorar sua técnica de gerenciamento. Considere estas etapas se você deseja criar seu próprio ciclo de MBO na contabilidade.

Defina metas organizacionais

As metas organizacionais definem o que as empresas precisam alcançar – tanto em curto como em longo prazo. Elas fornecem orientação e definem responsabilidades individuais. Quando você define e verifica as metas e objetivos gerais, todos estão na mesma página.

simplificados fazem com que os indivíduos se sintam confiantes na execução de responsabilidades. Para criar um MBO, é essencial que você faça uma análise detalhada dos recursos disponíveis para definir objetivos realistas. Depois de estabelecer as metas, comunique-as a todas as pessoas em todos os níveis.

Defina metas individuais

O que é MBO sem o estabelecimento de metas pessoais bem-sucedidas? Embora a identificação e o mapeamento dos objetivos gerais sejam cruciais, os objetivos do departamento e do funcionário são igualmente importantes.

A gerência executiva ou superior deve discutir os objetivos com os chefes de departamento e os chefes de departamento devem discutir os objetivos individuais com suas equipes. O aumento da participação de todos os níveis é importante para motivar os contadores em direção a objetivos comuns.

Tenha objetivos de correspondência e alocação de recursos

Definir objetivos é apenas o primeiro de muitos passos no processo de gerenciamento por objetivos. A menos que haja recursos e ferramentas disponíveis, é um desafio atingir os objetivos no prazo. A responsabilidade de fornecer os meios e materiais necessários recai sobre os ombros da .

No entanto, os contadores devem estar envolvidos nas discussões sobre alocação de recursos. Até a maneira como você define metas determina a eficiência do uso de recursos. Quando as metas são definidas com precisão, você sabe exatamente o que precisa para impulsionar o desempenho.

Monitore o desempenho e o progresso

Embora um MBO leve a uma gestão mais eficaz, também é importante monitorar o desempenho e o progresso dos contadores da sua . Para garantir que todos cumpram seus cronogramas designados, crie marcos. Mesmo as folhas de acompanhamento podem ajudar a medir o progresso.

Os gerentes devem realizar reuniões regulares com sua equipe, fornecer feedback oportuno e oferecer suporte sempre que necessário. Deve haver espaço para discutir as limitações e comemorar as conquistas.

Avalie o desempenho

O MBO estabelece reuniões periódicas para ajudar a criar marcos para medir o desempenho. Mas como você avalia a eficiência? Os gerentes podem avaliar o progresso e o , incentivando os funcionários a criarem relatórios de desempenho.

O gerenciamento por objetivos pode fornecer aos profissionais de contabilidade amplo espaço para refletir sobre seus pontos fortes e fracos. Os gerentes devem fornecer feedback acionável que os contadores possam aplicar ao seu trabalho.

Avaliação de desempenho

As prioridades e condições estão em constante em uma organização, razão pela qual revisões periódicas são necessárias. Além das avaliações anuais, os gerentes e funcionários devem revisar os objetivos individuais e também da equipe.

Eles devem modificar os objetivos e respectivas abordagens, se e quando necessário. Ao ajudar os funcionários a identificar áreas de e melhoria, os indivíduos avaliam o que é necessário para fazer melhor. Portanto, o gerenciamento por objetivos ajuda também no autoaperfeiçoamento e no avanço na carreira.

Caso este artigo tenha sido útil para você, inscreva-se no meu canal no YouTube e tenha acesso a outros conteúdos em vídeo que poderão lhe ajudar a gerenciar melhor a sua empresa de contabilidade!