Tendências em Contabilidade: Clientes, Transformação Digital e Recursos Humanos

tendencias escritorios contabeis

Recentemente participei do Accounting Summit, evento online promovido pela Primavera BSS para discutir as grandes questões do mundo da . Discuti sobre a conquista e retenção de clientes. Em resumo, as empresas de que não crescem estão arriscando a sua própria sobrevivência.

Além do meu painel, muita coisa interessante foi falada no evento: , e serviços financeiros.

Confira agora esse pequeno resumo que fiz para você ficar por dentro das principais tendências em .

Retenção de Clientes

Muitas pessoas falam sobre mudanças, porém são poucas as pessoas que de fato conseguem ao menos dar o pontapé inicial.

Um exemplo é o cenário de trabalho antes da pandemia e durante a pandemia: com a -19 foi preciso reinventar a vida profissional.

É preciso lembrar que as tecnologias já estão ao nosso dispor há algum tempo. Então, para querer de fato mudar, é preciso realizar uma alteração de mindset. E se a sua empresa não consegue crescer, então as chances dela morrer são extremamente altas.

Empresas vivem de capital intelectual, são formadas por pessoas e isso não é novidade. Pessoas precisam se desenvolver, precisam crescer. E caso a empresa não acompanhe a ambição de seus próprios colaboradores, estes vão embora. Ninguém quer perder talentos e nem gastar recursos em contratação de novos.

O mercado ainda está em desenvolvimento, então as oportunidades são vastas: gerou receitas de 574 bilhões de dólares em 2019 e cresce a uma taxa de 6% ao ano. Esses números refletem uma das tendências em 😮 outsourcing de operações.

Em poucas palavras, empresas de contabilidade passam operações para outros escritórios. Com isso, liberam tempo para focar em outras atividades do próprio escritório e se especializam ainda mais na prestação do serviço.

É um fato que especialização é um fator importante para captar e reter clientes (a chamada hard skill), mas as soft skills são essenciais para qualquer empresa que queira crescer: liderança, trabalho em equipe, comunicação, ética e empatia não vão substituir a melhor .

Não existem soluções milagrosas para conquistar e reter clientes rapidamente. O primeiro  pré-requisito é desenvolver boas equipes que vão ajudar no da empresa: energia, compromisso e exploração devem ser características principais dessas pessoas. 

O segundo passo é trabalhar a do cliente: trabalho bem feito e dentro do prazo, está ligada a questões emocionais. Dessa forma, esses itens agregam valor ao trabalho realizado.

O terceiro passo é realizar um bom de , sempre alinhado com o propósito da empresa.

Leia mais: Empresas que não crescem acabam por morrer

Não daria para deixar de falar sobre na realidade em que estamos hoje. E esse foi o tema do terceiro painel da Accounting Summit, com Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft em Portugal.

Segundo dados do setor, a está diretamente relacionada com o aumento da produtividade: ocorreu um aumento entre 20% e 30%.

Com o resultado da acelerada (o que foi possível fazer em dois meses o que muitas empresas planejavam para dois anos), cerca de 80% dos líderes empresariais de todo o mundo pretendem continuar com esse ritmo de desenvolvimento.

Depois de resolver o principal problema da adaptação tecnológica, estamos em uma outra fase, a de recuperação e transformação de negócios. E nessa fase, podemos focar em criar novos modelos de negócios.

Com novos hábitos profissionais, aparecem também outras questões que as empresas precisam se atentar: o trabalho em equipe remoto, a segurança, a rápida adaptação e automatização, as e os serviços digitais, o desenvolvimento remoto e a migração para serviços em nuvem. 

Leia mais: Transformação digital foi pela necessidade

Entender pessoas como custo e não investimento ainda é uma mentalidade comum. O tema foi discutido no último painel, apresentado por José Santos, escritor e professor de Fisiologia.

Existem opiniões extremistas, principalmente em relação a forte digitalização dos , o que torna as pessoas cada vez mais secundárias. Porém, a profissão não vai desaparecer. O que será necessário é se reinventar e oferecer serviços cada vez mais valorizados.

Para isso, cuidados com os colaboradores é essencial: pressão por resultados e trabalhos por horas seguidas são apenas alguns dos maus exemplos de como conquistar stress, fadiga e diminuição da performance.

Com a pandemia, o trabalho remoto se tornou normal. E com ele, fatores como isolamento social e a pressão social e a incerteza agravaram ainda mais a pressão já sentida. Em ambiente de constante ameaça, a probabilidade de se entrar em fadiga é muito maior.

Nem tudo é sinônimo de desespero, existem algumas ações simples (e essenciais) para melhorar a de equipes profissionais em meio a pandemia: empatia, feedbacks constantes, objetivos claros, comunicação simples, transparência e celebração de .

Leia mais: Pessoas tem que ser vistas como investimento

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments