Como seu negócio contábil deve se adequar às novas demandas do mercado e-commerce?

Como seu negócio contábil deve se adequar às novas demandas do mercado e-commerce?

Em geral, sabemos que o principal objetivo de qualquer empresa no mercado é gerar competitividade. Se tratando do setor contábil, não é diferente. É necessário, antes de tudo, acompanhar as novas tendências tecnológicas da modernidade e, acima de tudo, entender as principais demandas dos clientes de contabilidade.

Com o avanço de ferramentas mais automatizadas, encontramos um mercado em grande expansão: o e-commerce. Mesmo que se trate de um segmento digital, ainda assim estamos falando de uma empresa, pois contém contábeis, administrativos e fiscais complexos que precisam ser conduzidos por profissionais da área.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o nosso até o final e veja como seu negócio contábil deve se adequar às novas demandas do mercado e-commerce.

Afinal, o que é um e-commerce?

Primeiramente, podemos definir que o e-commerce nada mais é do que o comércio eletrônico, ou seja, que são realizadas pela internet. Essas podem ser realizadas por um fabricante, empresa, revendedor, ou até mesmo uma plataforma virtual própria. Em outras palavras, quando o assunto é e-commerce, a primeira questão que devemos lembrar é que trata-se de um comércio totalmente online.

Quando falamos a respeito das marcas online, precisamos lembrar que o e-commerce basicamente digitaliza de forma integral dois altamente importantes: ao cliente e as vendas. A partir dessas atividades, ela abre portas para outros campos, como o setor de marketing, financeiro, e principalmente, contábil.

Por estarmos falando de um tipo de negócio que foge completamente dos preceitos convencionais de mercado, a necessita de novas ferramentas para atender esse mercado com eficiência.

O que faz um no e-commerce?

Agora que você já sabe sobre o conceito de e-commerce e da necessidade de um se adaptar a essa nova modalidade, confira a seguir as vantagens e benefícios que um pode oferecer a um e-commerce:

• Fazer a elaboração do balanço patrimonial;
• Criar balancetes de verificação;
• Zelar e propor estratégias para cuidar do capital de giro do e-commerce;
• Calcular tributos ;
• Zelar pela organização de livros fiscais;
• Promover serviços contábeis: controle de dados contábeis, registro de movimentações financeiras, controle de documentos contábeis, emissão de livros, e entre outros relacionados;
•  Manter as certidões negativas atualizadas, alterações contratuais, documentação trabalhista, obrigações, entre outros;
• Outros relacionados com a conformidade legal.

Porém, o serviço contábil é muito mais estratégico para o e-commerce.

Cada loja virtual  pode efetuar  por meio de diversos canais físicos e digitais.

Os canais têm políticas específicas de comissionamento, entregas, devoluções. Além disso alguns canais são especializados em nichos de mercado.

Há marktplaces “genéricos” como Mercado Livre e Amazon. Mas também há alguns verticalizados como Mobly, Netshoes.

Além dos marktplaces, há a possibilidade de realização de por meio de lojas físicas e digitais próprias. E ainda redes sociais, Whatsapp, distribuidores, representantes.

Enfim, para otimizar as  por meio desta infinidade de canais é fundamental uma  primorosa. Aí entra o poder da contabilidade estratégica que ajuda o nas seguintes ações:

  1.  adequada dos produtos em cada canal de ;
  2. otimização das compras;
  3. otimização do fluxo de caixa;
  4. otimização dos estoques;
  5. acompanhamento das  importantes para o comércio eletrônico;
  6. manutenção da conformidade legal, em especial em relação aos aspectos tributários no faturamento para  nacionais;
  7. otimização das  identificando quais produtos vendem mais, com maior margem, em cada canal.

Como a contabilidade pode se adequar às novas demandas do mercado e-commerce?

Antigamente, os modelos tradicionais de contabilidade eram mais destinados às empresas convencionais, ou seja, negócios mais físicos. Atualmente, com o crescente desenvolvimento do mercado e da tecnologia, as empresas de contabilidade estão percebendo as inúmeras vantagens de digitalizar seus serviços, a fim conquistar novos públicos no meio virtual com a oferta de produtos e serviços.

Nesse novo modelo, a contabilidade convencional também precisa se adequar a esses novos modelos. E para isso, listamos algumas opções estratégicas e eficientes para tornar a contabilidade atrativa para os e-commerces:

1. Invista em Cloud computing

Caso você não saiba, o termo cloud computing — ou popularmente conhecido como computação em nuvem — nada mais é do que uma ferramenta virtual para você conduzir informações, dados, mensurar resultados e controlar acessos pela nuvem.

O objetivo da cloud computing é facilitar o fluxo de informações entre uma contabilidade e um e-commerce, sem a necessidade de haver contato físico. Além de ser muito mais seguro, a rede cloud computing é muito menos custosa, pois demanda pouca infraestrutura. Sem contar que é o que os e-commerces estão procurando, já que grande parte de suas atividades são realizadas de modo online.

2. Ajude na  Emissão de nota fiscal eletrônica (NF-e) para online

A emissão de no mundo do e-commerce não é trivial. Preenchê-la corretamente exige cuidados e atenção com peculiaridades da operação. Por isso é fundamental atuar de forma proativa nas classificações das operações fiscais para o comércio eletrônico.

3. Recolha os tributos eletrônicos do e-commerce

Da mesma forma em que os tributos são recolhidos em um estabelecimento físico, o mesmo irá ocorrer em uma loja virtual. O que os comerciantes precisam ter  atenção é que, no caso de e-commerce pode ocorrer alguma situação específica gerando um processo tributário diverso do físico. Assim, também é importante a atuação preventiva neste aspecto.

4. Ofereça uma omnichannel

Uma vez que a relação da sua contabilidade com o e-commerce será majoritariamente realizada de forma online, é crucial que a sua empresa seja facilmente contatável. Por esse motivo, crie e-mails, chat, chatbots, telefones de contato, WhatsApp e outros meios para que os e-commerces (clientes) possam entrar em contato com a sua contabilidade para eventuais dúvidas.

Junto a cloud computing, a omnichannel se torna muito mais volátil e prática, fazendo com que a sua contabilidade ganhe tempo e agilidade nos trâmites internos e consiga resolver o maior número de demandas possíveis no decorrer do dia a dia.

5. Formate um serviço de consultoria especializada

Não menos importante do que todos os itens citados anteriormente, é saber que o poderá ter total apoio de consultoria contábil especializada no assunto. Nesse sentido, sua contabilidade poderá ajudar o digital a definir as melhores estratégias para prosperar no mundo do e-commerces e, não menos importante, conseguir atender todas as exigências do mercado digital.

Conclusão

Conforme vimos, a contabilidade é imprescindível para o de empresas que atuam no mercado digital. Assim, para que as empresas do e-commerce consigam gerar competitividade é fundamental que elas contem com o apoio de profissionais da contabilidade especializados no setor.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre a relação da contabilidade com o e-commerce, que tal ampliar o seu conhecimento sobre o assunto? Acesse agora mesmo o nosso canal no Youtube e confira outras dicas exclusivas.

Classifique nosso post