Contador reinventa escritório fundado pelo pai há 46 anos no interior paulista  

Ismael do Nascimento: pai e filho modernizando o empreendedorismo contábil/
Ismael do Nascimento: pai e filho modernizando o contábil

Após cursar engenharia da computação e atuar em grandes consultorias na implantação de sistemas de CRM () para empresas de telecomunicações, Ismael do Nascimento Júnior decidira, em 2004, que era o momento de comandar o seu próprio negócio.

Voltou à Bragança Paulista/SP, sua cidade natal no interior paulista, e aos poucos foi tomando a frente da do tradicional escritório contábil fundado pelo seu pai em 1969. Mais do que uma profunda que marcaria sua trajetória dali em diante, a decisão representava um grande alívio ao pai que, embora nunca exigisse abertamente, sempre alimentou o desejo de que um dos três filhos seguisse a carreira contábil.

Não era para menos. O negócio, nascido numa tímida sala composta por apenas uma mesa e máquina de escrever, havia se transformado num prédio próprio na principal avenida da cidade e ganhado o reconhecimento de empresas dos mais variados segmentos na região de Bragança Paulista.

Precisava, portanto, de alguém que reunisse a competência e o carinho necessários para fazê-lo prosperar nos anos seguintes, modernizando-se no mesmo ritmo do segmento da contabilidade.

Com a profissional aliada à formação como e MBA em Contabilidade Internacional/IFRS pela FIPECAFI/USP, Ismael pôde implantar conceitos que considera fundamentais para o de uma , no que diz respeito ao gerenciamento de equipes e prazos, qualidade de entrega e o da necessidade de clientes.

No ano passado, teve participação fundamental na decisão que mudaria novamente os rumos da empresa ao se aliar a outras parceiras com sinergias em soluções contábeis, fazendo nascer o Grupo Nascel. Assim, passou a oferecer um leque ainda maior de serviços, como o fornecimento e implantação de sistemas de empresarial e de empresariais.

“A contabilidade sempre foi e será um excelente mercado em que são geradas inúmeras oportunidades de negócio. Estamos em plena era da informação digital e, com a atual, a tendência é que a contabilidade se aproxime cada vez mais do cliente, passando a trabalhar de maneira integrada com ele e com foco no ”, analisa.

Tendências no segmento contábil

Ismael do Nascimento Júnior acredita que é preciso investir em serviços de alto valor e que realmente tragam soluções para as dores do cliente.
Ismael do Nascimento Júnior acredita que é preciso investir em serviços de alto valor e que realmente tragam soluções para as dores do cliente.

Outra perspectiva para o nos próximos anos, segundo ele, é a especialização em determinados segmentos ou nichos. “Estamos vendo cada vez mais especializados nos ramos de locadoras de veículos, postos de combustíveis, hotéis, seguradoras, profissionais liberais e até mesmo em empresas anjo e startups. Isso minimiza muito o risco do negócio e traz foco naquilo que realmente é essencial para o cliente.”

Para saber aproveitar essas oportunidades, ele recomenda aos empresários contábeis ir além da necessidade de entregar as obrigações em dia. É preciso investir em serviços de alto valor e que realmente tragam soluções para as dores do cliente, provendo-os de informações importantes sobre o a empresa.

Isso só é possível, na sua avaliação, se o contábil engajar-se de fato na do seu próprio negócio e aprimorar constantemente os diversos aspectos relacionados à de pessoas, definição de de mercado e , entre outros.

Todos estes aspectos foram discutidos durante a sua participação no 2.0, ministrado recentemente em Belo Horizonte pelo professor e Roberto Dias Duarte.

“O contribuiu com a apresentação de técnicas e das melhores ferramentas disponíveis para entregar serviços de alto valor. O professor Roberto Dias Duarte soube explicar de forma bem didática que é possível alcançar esse feito, desde que nós passamos a entender realmente a necessidade de nossos clientes, ‘escutando’ suas as dores e entendendo quais são seus verdadeiros valores”, destaca Ismael.

Mais impressões sobre o 2.0

Com 26 anos de no setor, o Geovani Egidio Scaloni foi outro que viu no evento a oportunidade de discutir maneiras de implantar mudanças em sua empresa para se adaptar à evolução do mercado.

 “É necessário investir em , formar uma boa equipe de colaboradores e estar antenado ao mercado saindo do operacional e se tornando um vendedor de seu negócio. O Workshop nos proporcionou ferramentas para a implementaçäo dessas mudanças e, principalmente, nos fez reavaliar nossas empresas contábeis”, afirma.

Para Robson Costa, da Alliance Contabilidade, “o Workshop foi extremamente importante, pois me fez enxergar que devemos nos preocupar mais com nossos clientes, procurando solucionar os problemas deles e não apenas os problemas ligados à contabilidade.”

Qual sua opinião sobre isso?