Desafios da contabilidade no Brasil e Portugal

Crescimento e conforto não coexistem. Virginia Rometty

São muitos os desafios da no Brasil e Portugal, pois o cenário da prestação de serviços de está em transformação em todos os países. Identificar as maiores dificuldades encontradas pelos empreendedores do ramo é essencial para conseguir prosperar atualmente.

Para ajudar a identificar os desafios de ambos os países, vamos utilizar os dados Growth from Knowledge para os escritórios portugueses, e o Mapa do na Contabilidade, de Roberto Dias Duarte, para as empresas do Brasil.

A seguir, será possível conferir algumas das maiores dificuldades enfrentadas por contadores nos dos países apontados. Confira!

Aumentar o número de clientes

Apesar de terem desafios da para serem superados, o cenário é positivo em ambos os países. Prova disso é que 84% dos escritórios portugueses conseguiram 1 novo cliente durante 2021, com a média anual chegando a 8 clientes durante o período anual.

O mesmo cenário foi notado no Brasil, onde, durante o primeiro semestre de 2020, foi possível notar que os escritórios conseguiram 1 cliente por mês. Contudo, o desafio de conseguir novos clientes é constante dentro desse mercado.

Conseguir manter a curva em crescimento é extremamente complicado, principalmente para as empresas de menor porte. Porém, existem algumas alternativas, como apostar na produção de conteúdo digital, para fortalecer a sua marca na internet.

Além disso, as e de empresas são boas formas de garantir que novos profissionais capacitados farão parte do seu time, o que, em princípio, aumenta a sua capacidade investimentos. Porém, escritórios de contabilidade, no geral, têm receio quanto a com isso.

A terceirização de serviços na área do é relativamente alta. No mercado brasileiro, cerca de 40,7% dos escritórios contam com profissionais terceirizados nessa área da empresa. Essa alternativa pode ser interessante, das que  responsabilidade sobre a de captação de clientes seja dos sócios do escritório e que a apenas a execução da operação de seja terceirizada.

Sem isso, a captação de novos clientes torna-se muito difícil, o que acaba impactando diretamente no funcionamento do escritório contábil. Como dissemos, mesmo que o cenário esteja positivo, conseguir novos clientes é um desafio constante para qualquer atualmente.

Disponibilizar mais serviços para um único cliente

Aumentar o lucro dos escritórios de é o desejo de muitos, porém, os contadores acabam esbarrando nos poucos serviços prestados para cada cliente. Contar um leque maior de opções acabaria resolvendo esse problema para muitas empresas.

O cenário atual para os escritórios portugueses é que, em média, eles prestam cerca de 7 serviços para cada um dos seus clientes. No geral, os mais procurados são os serviços básicos e os de auditoria, ao menos entre as grandes empresas do ramo.

A auditoria, inclusive, parece estar sendo mais valorizada dentro do mercado atual. No entanto, ela é disponibilizada em maior número pelos escritórios maiores, com as empresas de pequeno porte ainda não conseguem ofertar estes serviços.

Porém, a situação pode mudar nos próximos anos, afinal, essa porta ainda está aberta para que os escritórios menores possam se aproveitar. Utilizar essa brecha, para captar mais clientes, acabaria resolvendo dois problemas de uma única vez.

Adaptar-se às novas tecnologias do

Outro desafio é conseguir se adaptar às novas tecnologias do mercado. Cada vez mais ferramentas são disponibilizadas para o universo contábil, o que faz com que muitos contadores, excessivamente conservadores, acabem sendo deixados para trás no mercado.

A profissionalização constante é necessária para que as novas ferramentas do mercado não sejam enxergadas como inimigas. Muitas delas, inclusive, permitem a automatização de tarefas repetitivas, poupando muito tempo dos contadores para que eles exerçam outras funções.

E por falar nisso, outro desafio que muitos contadores vêm enfrentando atualmente, em ambos os países, é o de se adaptar ao seu novo papel: o de consultor empresarial. Muitos são os casos em que os contadores são procurados para prestar consultorias.

Por conta do desenvolvimento dessas ferramentas que automatizam os processos, tornou-se desnecessário que o realizasse tais tarefas. Hoje, a consultoria é mais importante do que manusear um software dentro do mercado.

Desenvolver uma análise crítica, para prever cenários para os seus clientes, é um dos desafios que os contadores precisam superar atualmente. O olhar crítico é essencial para que os escritórios não caiam no esquecimento e sejam engolidos pelo mercado.

Integrar sistemas para auxílio mais efetivo do cliente

A comunicação entre o cliente e o precisa melhorar, e para que isso aconteça, o uso de sistemas de podem ser úteis. Algumas alternativas do mercado já disponibilizam os dados para os clientes em tempo real.

Esse tipo de ferramenta seria muito bem-vinda para o cenário dos dois países, onde a integração de sistemas é vista como essencial. Inclusive, essa é vista como uma das prioridades por boa parte dos escritórios de brasileiros.

Segundo a pesquisa de Roberto Duarte, cerca de 52,8% dos escritórios enxergam a integração como prioridade para os próximos meses. Além disso, o armazenamento de dados em nuvem também é colocado como importante pelos escritórios portugueses.

Em todo caso, mudanças precisam ser feitas, pois, ao otimizar o tempo dos trabalhadores com essa integração, o nível de satisfação dos clientes aumenta. Isso, consequentemente, pode ajudar na captação de novos clientes, objetivo principal dos contadores.

Fusões e de escritórios pode auxiliar empresas nesses desafios

Por último, vamos falar sobre uma possível solução para superar os desafios da no Brasil e Portugal atualmente. As fusões e de empresas, já citadas em nosso artigo, pode ser uma saída interessante a ser tomada.

Por meio dela, é possível contar com soluções tecnológicas, dependendo da operação realizada por sua empresa. Além disso, contar com os clientes da empresa que foi adquirida, já ajuda a resolver mais de um dos problemas por vez.

Inclusive, essa tendência para estar crescendo no mercado. Prova disso é que 42% dos escritórios brasileiros parecem interessados em comprar carteiras de seus clientes em um período próximo. Além disso, os portugueses enxergam como uma forma de captar mais clientes.

No mais, esperamos que tenha entendido quais são os maiores desafios para os dos dois países atualmente. Se você acha que esse artigo pode ser útil para os seus colegas de profissão, não se esqueça de compartilhá-lo com eles!