Erros que você não pode cometer no planejamento estratégico

Erros que você não pode cometer no planejamento estratégico

Elaborar um é um passo fundamental para garantir o do seu escritório de contabilidade.

No entanto, é necessário ter atenção para não cometer erros capazes de prejudicar os resultados a serem alcançados.

É preciso ter em mente que as falhas no podem prejudicar diretamente o processo de crescimento da empresa e o em longo prazo.

Leia o nosso artigo e descubra as melhores maneiras de evitar cair nessa armadilha. Você não vai se arrepender!

Planejamento estratégico: o que é?

 

Quando falamos de planejamento estratégico, é comum que nos lembremos de softwares, gráficos e outros tipos de ferramentas que se destinam a orientar diversas ações de crescimento empresarial.

Porém, o planejamento estratégico pode ser definido como a busca de soluções capazes de posicionar o seu em um ambiente de sucesso, prevenindo as eventuais surpresas.

Dessa forma, esse tipo de planejamento orienta as ações e os procedimentos capazes de aumentar a produtividade e a rentabilidade da organização.

No entanto, é importante ter atenção em relação às possíveis falhas que podem atrapalhar a permanência de um ambiente saudável e sustentável.

Com base nisso, confira os oito erros que você não deve cometer ao elaborar os planos estratégicos da sua empresa!

1. Construir metas irreais

 

Com base na construção de metas irreais, é provável que a desmotivação dos colaboradores seja um grande problema a ser enfrentado.

De fato, elaborar metas que estejam abaixo da capacidade da empresa irá acomodar a atividade dos mais diversos funcionários.

Mas considere que o movimento inverso também apresenta um alto nível de perigo.

Dessa forma, trabalhar a construção de metas que se mostram acima da capacidade de alcance é, com certeza, o primeiro passo para obter um insucesso nos resultados.

Assim, para definir as melhores metas é recomendado que todos os setores da empresa estejam alinhados com base nos mesmos objetivos. Principalmente o departamento de ou comercial.

Dessa forma, todas as áreas estarão conscientes quanto à capacidade de produção em grupo e dos seus objetivos individuais.

Por meio de um bom planejamento de metas, o resultado geral obtido pela organização tende a ser positivo.

2. Não buscar capacitação

 

Sem dúvidas, um dos maiores erros no que se refere ao planejamento estratégico de um consiste na falta de capacitação de determinados gestores.

Assim, uma organização, por menor que seja o seu porte, deve ser compreendida com algo complexo.

Essa complexibilidade envolve muitas vertentes de trabalho como a produção, as finanças, o estoque, a divulgação, o atendimento, entre outras atividades essenciais.

É necessário compreender que todos esses setores são de extrema importância para garantir o bom funcionamento da empresa.

Por esse detalhe, é fundamental que os gestores empenhem muita dedicação, além de realizarem aprimoramentos constantes.

Sob esse aspecto, sempre é recomendado à busca por capacitações e especializações.

Lembre-se que quanto maior for o nível de conhecimento, mais fortes serão as chances de obter nos negócios.

3. Desalinhamento entre a organizacional e planejamento estratégico

 

Se o planejamento estratégico do seu não estiver alinhado com a organizacional, provavelmente o seu negócio passará por algumas dificuldades.

Dessa forma, não basta elaborar planos eficientes se a pregada pela sua empresa não apresentar a capacidade de compreendê-los e aplicá-los.

Assim, ao se tratar das estratégias de planejamento, é importante que as metas sejam definidas de acordo com a da entidade.

Do contrário, o seu empreendimento trabalhará com base em perda de tempo de recursos.

Por esse razão é importante observar os parâmetros culturais do empreendimento antes de elaborar qualquer plano estratégico.

4. Financiamento mal planejado

 

Muitas empresas pecam na etapa do financiamento. Por isso, uma dica eficiente consiste em analisar se a sua empresa realmente precisa buscar recursos de terceiros. Porém há outros pontos que o da deve considerar:

  • Qual o objetivo dos recursos?
  • Qual o payback do projeto onde os recursos serão aplicados?

Considere também uma alternativa: a venda de ativos imobilizados como fonte de financiamento dos possíveis investimentos. Entenda:

  • Se sua empresa é baseada em capital intelectual, por que imobilizar?
  • Quanto de retorno o ativo imobilizado gera para sua empresa?
  • O ativo imobilizado agrega valor aos serviços?
  • O ativo imobilizado gera impacto na experiência do cliente?

Faça as contas, considerando depreciação, manutenção e custo de capital. Uma empresa mais leve, também é mais flexível.

Elaborar um bom planejamento estratégico pode ajudar consideravelmente o processo de tomada dessa decisão sobre esse assunto.

Além disso, no intuito de obter uma resposta satisfatória, se faça as seguintes perguntas:

  • A minha empresa precisa de quanto dinheiro?
  • Conseguirei arcar com esse empréstimo?
  • Existem outras formas de conseguir um financiamento?
  • Qual o payback ou ROI do projeto onde os recursos serão alocados?

Certamente, as respostas para essas perguntas conseguirão esclarecer algumas questões muito importantes relacionadas ao rumo das suas ações.

5. Falta de acompanhamento das

 

Não basta elaborar ótimas estratégias de planejamento se os resultados não forem acompanhados frequentemente.

Então, para que o acompanhamento seja eficiente, é necessário obter indicadores para cada plano de ação que deve ser medido.

Desse modo, será possível analisar todas as metas, bem como identificar os possíveis erros.

Tenha em mente que realizar o acompanhamento das significa melhorar os resultados das metas que foram traçadas durante o planejamento estratégico da sua empresa.

Assim, os indicadores podem ser descritos como recursos capazes de mostrar a real situação de determinada entidade.

Com base nisso, eles ajudam a visualizar os aspectos que demandam otimização e melhoria na busca por resultados cada vez mais promissores.

Portanto, pode-se dizer que as futuras campanhas obterão resultados mais eficientes por meio dessas possíveis correções.

6. Não ter indicadores

 

Primeiramente, é preciso compreender que toda de planejamento deve conter uma meta, um prazo e um indicador.

Por esse motivo, todos os planos de ação devem apresentar um recurso mensurável e capaz de traduzir o avanço de determinado objetivo no decorrer do tempo.

Com base nisso, é muito mais fácil entender os resultados de uma meta baseada em indicadores reais e mensuráveis.

Dessa forma, o planejamento estratégico do seu poderá ser acompanhado com eficiência, proporcionando melhores resultados.

7. Não inovar

 

Atualmente, as transformações ocorrem com frequências cada vez maiores.

Portanto, é fundamental acompanhar a movimentação do mercado com o objetivo de identificar as tendências.

Esse conhecimento deve ser utilizado para ampliar a competitividade do seu empreendimento com base em um conceito de inovação.

O mercado oferece muitos produtos iguais. Por isso, inove. Com certeza, a criatividade acelerará as suas vendas.

8. Não seguir a traçada

 

Não é pequeno o número de empresas que abandona o plano estratégico no decorrer da caminhada.

Esse procedimento não é recomendado. Muito pelo contrário: é importante que toda a equipe esteja disposta a cumprir as metas que foram traçadas na etapa do planejamento.

De fato, a movimentação do mercado e do público-alvo pode indicar a necessidade de ajuste em algumas questões.

Todavia, o propósito desenhado na etapa do planejamento deve ser seguido na busca por resultados cada vez mais promissores.

Agora que você já sabe os erros que não podem ser cometidos durante o planejamento estratégico da sua empresa, que tal se inscrever no nosso canal do YouTube?

Classifique nosso post post