Inteligência Artificial na Contabilidade: tudo o que você precisa saber

por Roberto Dias Duarte

Stephen Hawking, físico e cientista, disse que

Todos os aspectos das nossas vidas serão transformados, e isso pode ser o maior evento na história da nossa civilização”.

AI está trazendo benefícios como redução de custo operacional, melhoria na eficiência, automatização de processos e otimização de preços para empresas em todo o mundo. A contabilidade não vai ficar de fora! Confira.
AI está trazendo benefícios como redução de custo operacional, melhoria na eficiência, automatização de e otimização de preços para empresas em todo o mundo. A contabilidade não vai ficar de fora! Confira.

Ele se referia à (por vezes mencionada pela sigla em inglês AIArtificial Intelligence). Essa está evoluindo, se tornando cada vez mais concreta e se expandindo para diferentes áreas de negócio, como é o caso da na contabilidade.

Se há algumas décadas as pessoas só imaginavam máquinas capazes de aprender com os seres humanos, hoje isso é uma realidade, principalmente, com os assistentes virtuais. Um exemplo ligado ao poder da recente: um computador venceu um campeão humano de Go, considerado o jogo de tabuleiro mais complexo do mundo.

Quando ainda não se pensava em inteligência artificial como na atualidade, já a 7ª Arte trazia para as telas do cinema essa realidade,com filmes como: AI – Inteligência Artificial, Terminator, Robocop ou Transcendence. Atualmente, a inteligência artificial é um dos temas mais instigantes em e negócios. Esta empolgação tem fundamento: estamos vivendo em um mundo cada vez mais conectado e inteligente.

Inteligência artificial: definição

A definição de inteligência artificial está relacionada à capacidade das máquinas de pensarem como seres humanos – de terem o poder de aprender, raciocinar, perceber, deliberar e decidir de forma racional e inteligente.

A inteligência artificial é cada vez mais uma realidade, transformando a maneira como as pessoas e empresas se relacionam com a e como as coisas funcionam. Mais à frente, vou mostrar como a inteligência artificial na contabilidade vem avançando diariamente nos escritórios, e como essa transformação está modificando o modo dos contadores desempenharem o seu papel.

Quem criou e qual a origem da inteligência artificial?

O termo foi criado em 1956, por John McCarthy, em uma conferência no Darmouth College. Na ocasião, McCarthy definiu AI como “a ciência e a engenharia de produzir máquinas inteligentes“. Antes disso, estudos feitos pelo matemático Alan Turing, na época da Segunda Guerra Mundial, já aqueciam o debate sobre a capacidades das máquinas. Apesar do termo existir há mais de 60 anos, foi somente na última década que avanços significativos foram feitos para que a inteligência artificial se tornasse massificada.

Inteligência artificial: como funciona?

Os de AI envolvem uma combinação de tecnologias para levar a melhor aos usuários. Eles podem aprender com os dados que possuem. Quanto mais variedade de informações existirem, maior será a aprendizagem do sistema. Por exemplo, a IBM Brasil, em um teste, analisou mais de 5 milhões de tweets publicados durante os jogos do Brasil na Copa das Confederações. A partir do experimento, foi possível entender o sentimento dos internautas ao longo da partida.

Fórmula para tornar a AI possível:

+ Computação em nuvem + bons modelos de dados = máquinas mais inteligentes.

Aplicação da inteligência artificial no dia a dia

Toda vez que você pega seu smartphone, já está vendo o que a AI pode fazer por você. Por trás de cada recomendação personalizada ou até resultados de pesquisa relevantes, existe uma combinação de tecnologias que fazem a inteligência artificial funcionar. Isso por consequência, faz com que você tenha expectativas mais altas sobre todas as máquinas e dispositivos que usa.

Conectando diversos ambientes da vida como casa, trabalho, lazer, viagens e muito mais em uma única , a AI não vai somente ajudar quando solicitamos, mas sim nos acompanhar, prever as necessidades e lembrar de tarefas importantes. Como consumidor, é provável que você já utilize a inteligência artificial sem nem perceber:

  • Aplicações como a Siri utilizam processamento de voz para atuar como assistente pessoal;
  • O utiliza o reconhecimento de imagem para recomendar marcações em fotos;
  • A Amazon faz recomendação personalizada de produtos utilizando algoritmos de aprendizado de máquina;
  • O Waze prevê as melhores rotas a partir da sua localização com apenas um clique, enquanto carros com piloto automático usam as técnicas de AI para evitar engarrafamentos e colisões;
  • O Google consegue preencher automaticamente as buscas utilizando recursos de inteligência artificial e também prever o que você quer pesquisar com grande precisão.

Principais conceitos ligados à inteligência artificial

: podemos entender como grandes quantidades de informações, estruturadas ou não, que são a base para determinar padrões e fazer previsões. É o que alimenta a inteligência artificial e os de , por exemplo. Grandes massas de dados podem ser analisadas para a obtenção de informações que levam a melhores decisões e direções estratégicas de negócio.

Você pode analisar dados de qualquer fonte para encontrar respostas que permitam  reduzir custos e tempo, desenvolver novos produtos e ofertas otimizadas, assim como, ter decisões mais inteligentes.

: ou aprendizado de máquina, é um método de análise de dados que automatiza o desenvolvimento de modelos analíticos. Os algoritmos ou programas de computador aprendem sem parar, a partir de dados. E o aprendizado de máquinas permite que os computadores encontrem pontos relevantes, sem serem diretamente programados para buscar algo específico.

Análise Preditiva: análise preditiva é uma área avançada em que utiliza dados históricos e algoritmos de para fazer previsões sobre eventos futuros desconhecidos e identificar a probabilidade de resultados. Quando você vai contratar o seguro do carro, o corretor faz uma série de perguntas. Estas perguntas estão associadas a variáveis que influenciam o risco e por trás delas existe um modelo preditivo que informa a probabilidade de um sinistro a partir da sua idade, endereço, sexo, marca do carro, entre outros. Essas variáveis associadas a resultados podem ser usadas para construir um modelo que representa a probabilidade de um evento, como um sinistro.

(IoT): é uma rede de bilhões de dispositivos conectados digitalmente. Esses dispositivos coletam dados e podem se comunicar entre si para atender melhor aos usuários. Na prática, conforme os objetos aprendem e se adaptam aos usuários, eles podem atuar como agentes de transformação. É importante dizer que a convergência entre a maturidade de IoT e inteligência artificial oferece uma oportunidade sem precedentes para criar valor e construir um relacionamento mais forte com os clientes.

Robotic Process Automation (RPA):é o nome dado às soluções de automação com o uso de softwares (robôs) que navegam na camada de visualização de sistemas legados. Com a é possível realizar atividades que antes eram executadas apenas por colaboradores humanos, só que com mais precisão, margem zero de erro e altíssima performance. O termo “robô” é empregado desta forma, entre aspas, porque não existe de fato um braço robótico ou um daqueles robôs da ficção científica com inteligência artificial atuando em meio aos escritórios. Fonte: http://www.icaptor.com.br/o-que-e-rpa/

Inteligência artificial na Contabilidade

A inteligência artificial vem avançando diariamente para dentro dos escritórios, empresas e indústrias. E esta transformação também aumentará a velocidade da transformação no atual dos escritórios de contabilidade.

Empresas de software como a Omie já utilizam a inteligência artificial para analisar o risco de crédito da empresa e obter junto ao mercado financeiro taxas de crédito melhores.

Muita coisa está evoluindo no que diz respeito à tributação: regras de cálculo, classificação fiscal e enquadramento tributário são os próximos alvos da AI.

Além disso, o ganho mais significativo para os escritórios de contabilidade ocorrerá quando os sistemas operacionais (contábil, fiscal e folha) usarem processos robotizados (), integrando-os com diversos sistemas e tecnologias.  Isso reduzirá drasticamente as atividades operacionais dos escritórios de contabilidade. Diversos sistemas usados nos escritórios de contabilidade poderão ser integrados com outros do governo ou mesmo aplicativos de e-mail ou mensagens. Imagine um “robô” lebrar seu cliente de uma informação que falta para fechar a folha de pagamentos!

Pense na Siri (do Iphone) te falando assim: “Olá João. Amanhã é dia de fechar a folha do sr. José. Ele ainda não mandou o ponto de dois funcionários. Posso avisá-lo?”. Ai você responde: “Sim, Siri”. “João, o sr. José não atendeu o telefone, posso enviar um email e uma mensagem de Whatsapp para ele?”. Passado um tempo… “João, o sr. José mandou as informações de ponto que faltavam. Posso fechar a folha dele? Depois de fechado posso transmitir o também e enviar para ele os contracheques e demais relatórios?”.

Essa é a realidade que está por vir. Grandes empresas já utilizam . Em pouco tempo esta tecnologia será incorporada aos sistemas para pequenas empresas e escritórios de contabilidade. Por hora, posso garantir que as empresas de tecnologia que tenho contato direto estão investindo nisso.

Com essas mudanças, o 2.0:

  • Ganha tempo para se dedicar à e do seu escritório;
  • Seu se torna consultivo e segmentado, ao passo que pode entregar consultoria de valor por meio de informações valiosas que mantêm seu cliente em crescimento constante;
  • Pode se dedicar a aquisição de novos clientes, ao passo que consegue se dedicar a encontrar formas de criar oportunidades de negócios.

“Existem startups atuando em um segmento denominado RegTech (de Regulatory Tech, ou tecnologia para lidar com regulamentação e compliance) justamente reduzindo drasticamente o custo de empresas lidarem com a excessiva burocracia e regulação do mercado brasileiro.” Edson Rigonatti, investidor e .

A inteligência artificial na contabilidade transforma avaliações que demoravam dias, por conta da busca manualmente de dados, em um trabalho de minutos.
A inteligência artificial na contabilidade transforma avaliações que demoravam dias, por conta da busca manualmente de dados, em um trabalho de minutos.

Você já ouviu falar dos chatbots? Eles representam a principal tendência no uso da inteligência artificial no ao cliente. Com eles, você consegue automatizar certos tipos de interação com o seu público por meio de aplicativos de mensagens, como o ou Messenger. Por meio dessa inteligência artificial na contabilidade, o 2.0 automatiza a comunicação. A inteligência artificial na contabilidade transforma avaliações que demoravam dias, por conta da busca manualmente de dados, em um trabalho de minutos.

Pois é, a transformação tecnológica está bem aí, expandindo-se cada vez mais e, felizmente, caminhando para uma intersecção com outra revolução: a inteligência artificial, que permitirá a criação de experiências valiosas, seja em na ou no desenvolvimento de produtos e serviços. Você está acompanhando isto?

Qual sua opinião sobre isso?

11 thoughts on “Inteligência Artificial na Contabilidade: tudo o que você precisa saber”

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.