Mas afinal, o que é gestão de pessoas e quais são os objetivos dessa estratégia

Mas afinal, o que é gestão de pessoas e quais são os objetivos dessa estratégia

A atuação do departamento de há muito deixou de ter como foco apenas a folha de pagamento. Atualmente, esse setor é bastante desenvolvido, estruturado e já possui um desmembramento que vai além do departamento pessoal: e desenvolvimento, recrutamento e seleção, de benefícios são alguns dos nichos inclusos no RH.

E as empresas, incluindo os escritórios de contabilidade, cientes da importância e do impacto dos recursos humanos, prosseguem investindo no setor, em especial no que o mercado chama de de pessoas. Essa tem como intuito principal administrar o capital humano, ou seja, valorizar e preparar os colaboradores, alinhando-os à cultura e missão da organização.

A gestão de pessoas é um assunto cada vez mais em pauta no mundo corporativo, mas você sabe o que realmente é quais os princípios dessa estratégia? Acompanhe a leitura e saiba mais:

O QUE DE FATO É A GESTÃO DE PESSOAS?

A gestão de pessoas não é um subsistema do departamento de Recursos Humanos, mas uma parte integral desse setor. Como o próprio nome diz, a ideia central é gerir o capital humano, administrar os colaboradores.

Esse processo é realizado por meio de práticas de gerenciamento, capacitação, entre outros métodos, a fim de melhorar desenvolver o funcionário. Isso é a gestão de pessoas.

Essa é tão fundamental que já existe graduação na área, justamente para que colaboradores do RH (e até de outras áreas) possam se aprofundar e, assim, auxiliar a empresa a alavancar essa metodologia e, consequentemente, alavancar o da organização.

OBJETIVOS DA GESTÃO DE PESSOAS

Como já destacado acima, a gestão de pessoas gerencia o capital humano. Porém, esse foco é composto de diversos objetivos, que possuem o intuito de melhorar o convívio entre os funcionários e também a produtividade.

Os objetivos da gestão de pessoas podem ser descritos como:

• Diminuir conflitos;

• Motivar colaboradores;

• Melhorar a comunicação interna e externa;

• Aumentar a competitividade;

• Incentivar o trabalho em equipe;

• Gerar resultados satisfatórios no produto ou serviço final.

Se feita de forma eficiente e bem planejada, as chances de resultado negativo são praticamente nulas. Entretanto, a elaboração das estratégias de gestão pessoal deve ser bem pensada e acompanhada; assim, é possível ajustar os pontos que não estão surtindo efeito como o esperado.

É importante ressaltar ainda que os objetivos da gestão de pessoas não são um protocolo a ser seguido. Tudo depende da intenção da organização e de como ela dispõe de ferramentas e pessoal disponível para fazer essa acontecer.

PRINCIPAIS ATIVIDADES DA GESTÃO DE PESSOAS

As atividades que englobam as estratégias de gestão de pessoas passam necessariamente pelo departamento de Recursos Humanos. Como já dissemos, é uma parte integral desse setor, que vai muito além da e marcação de ponto dos funcionários.

Entre as principais atividades estão:

e Desenvolvimento: treinar e desenvolver os colaboradores é parte primordial da gestão de pessoas, pois, assim, eles serão cada vez mais capacitados e estarão preparados para alavancar a produtividade da empresa.

• Cargos e Salários: elaborar um plano de cargos e salários é fundamental para que a empresa consiga reter seus talentos, diminuir o turnover e automaticamente se mostrar competitiva mediante o mercado de trabalho.

• Recrutamento e Seleção: imprescindível da gestão de pessoas. O R&S, em muitas organizações, já se consolidou como um departamento vinculado ao RH, porém independente. Tem papel fundamental porque é responsável por selecionar os colaboradores que mais se identificam com a cultura organizacional, aperfeiçoando seu quadro de funcionários e, consequentemente, a atuação da empresa como um todo.

• Comunicação Organizacional: ponto crucial da gestão de pessoas, muitas vezes negligenciado. A comunicação eficaz é fundamental para que toda essa funcione corretamente. Saber comunicar é saber conversar com cada colaborador, compreendendo e enviando um feedback a ele. Isso será uma grande para cada funcionário, que se sentirá, cada vez mais, parte da empresa, com papel fundamental. Por meio de uma comunicação estratégica, o colaborador entenderá que seu trabalho é importante para a organização.

OS BENEFÍCIOS AOS COLABORADORES E À ORGANIZAÇÃO

Implementar a gestão de pessoas é certeza de ganhos cada vez maiores. Os benefícios dessa são inúmeros, mas, de forma direta, é possível perceber que as principais vantagens são o aumento da produtividade, redução do turnover (rotatividade de funcionários), retenção de talentos, cultura organizacional aprimorada, trabalho em equipe melhorado, integração de áreas e seus respectivos subsistemas, gerenciamento de conflitos eficaz e instantâneo, fortalecimento da imagem organizacional, interna e externamente.

Vale lembrar que isso não é um padrão, porém, se a gestão de pessoas for sempre aprimorada e atualizada, as chances de obter vantagens significativas serão cada vez maiores. A gestão de pessoas não é um plano a ser colocado em prática, uma única vez porque ela atua sozinha. Pelo contrário: é uma constante, infinita. E seus benefícios surgem com o tempo e de acordo com o seu planejamento.

IMPACTOS DA GESTÃO DE PESSOAS

Além dos benefícios internos que a gestão de pessoas traz, essa também impacta direta e indiretamente as relações externas da empresa.

A partir do momento em que colaboradores e setores estão integrados dentro da organização, isso faz com que a imagem da empresa diante do mercado seja fortalecida, tornando-a mais competitiva e como um exemplo de sucesso.

Em consequência disso, a empresa se destaca ainda mais no mercado externo, atraindo mais fornecedores, clientes e até mesmo investidores (se for do interesse da companhia).

Automaticamente, esse impacto também se estende a talentos do mercado de trabalho, que podem se identificar com a cultura organizacional, missão e valores da empresa, ou seja, grandes profissionais ficarão interessados por essa nova imagem da companhia e desejarão fazer parte dessa equipe. E quanto mais profissionais capacitados, mais o produto ou serviço será melhorado.

É uma reação em cadeia: os eficazes tornam a empresa mais competitiva e presente, atraindo mais clientes e profissionais e, com isso, a imagem da organização é alavancada e assim sucessivamente.

Portanto, investir na gestão de pessoas é uma fundamental no mundo corporativo hoje. Se a sua empresa ainda não dispõe desse processo, é hora buscar novas soluções.

Classifique nosso post