VOCÊ SABE DEMITIR ALGUÉM? 

As pessoas não são seu ativo mais importante. As pessoas certas são. Jim Collins


Muito se fala sobre a jornada do colaborador, começando pela sua admissão, mas pouco nos atentamos a importância de um processo de offboarding bem executado. A demissão é uma etapa fundamental, afinal, ela também faz parte dessa jornada. 


Encerrar o contrato de um profissional é uma situação delicada, mas saber como demitir um colaborador de forma empática é um processo que as companhias devem se preocupar em aplicar; sobretudo se desejam oferecer uma boa para o colaborador de ponta a ponta. 

POR QUE VOCÊ DEVE SE PREOCUPAR COM ESSE PROCESSO?


Se a sua empresa se preocupa em criar uma forte marca empregadora, isso deve se refletir também no processo de demissão. Essa será, afinal, a última impressão que o colaborador terá de sua empresa. Manter a cordialidade é fundamental. Além disso, você deve se preocupar com a interpretação que o seu time terá desse processo, pois isso pode ter impacto direto na produtividade dos demais colaboradores. Acreditamos que algumas etapas são fundamentais para tornar esse processo mais fácil.

5 ETAPAS ESSENCIAIS PARA O SEU PROCESSO DE OFFBOARDING:



1 – Dê feedback previamente, sempre que possível. 
Uma demissão bem-feita, é aquela que não causa grandes surpresas, e isso serve como um termômetro para saber o quanto a sua comunicação enquanto gestor, tem sido clara. Um desligamento bem-feito, é aquele em que o colaborador entende exatamente onde errou. 

2 – Seja cordial em todo o processo burocrático. 
Deixe o saber das datas de acertos, da documentação necessária e todo tramite burocrático referente a sua rescisão. Isso faz com que ele se sinta menos constrangido. A informação concreta e transparente, é essencial para que ele consiga se organizar. 

3 – Saiba ouvir, se possível tenha uma entrevista de desligamento estruturada. 
Se sua empresa ainda não tema a prática de ouvir o colaborador nesse momento, está perdendo uma super oportunidade de melhorar enquanto marca empregadora. O processo de entrevista na hora do offboarding pode trazer informações relevantes e grandes ensinamentos. 

4 – Comunique sua equipe. 
Uma das etapas mais importantes nesse processo, é cuidar de quem fica. Ser transparente em relação aos motivos, além de impedir com que mal-entendidos sejam estabelecidos, também ajuda a equipe entender de forma clara o que o gestor tem avaliado no seu time. 

5 – Mostre-se solicito à ajudar 
O sentimento de insegurança é um dos mais presentes no colaborador que está sendo desligado, você pode ser empático e gentil, se colocando a disposição para ajuda-lo dentro do possível, no processo de recolocação. 

CONCLUSÃO 

O desligamento de um colaborador não é tarefa fácil, pois envolve não só questões burocráticas, mas também emocionais. Por isso, a empresa deve dar a maior atenção para que esse processo seja correto e eficaz. Só assim você conseguirá:

  • Manter uma boa imagem da empresa;
  • influenciar ex colaboradores a serem embaixadores e não detratores da sua marca;
  • Evitar atritos com o colaborador que está de saída;
  • Criar um processo racional e eficaz.

Neste sentido, o offboarding se torna extremamente essencial para que esse fim de ciclo profissional seja o mais positivo possível. 

1641492625699 - Aceleração contábil
Vitória Oliveira, Fundadora da Connectabil, HRtech, plataforma de recrutamento para profissionais das áreas contábil e financeira.