A importância da contabilidade na integração da loja física e virtual

A importância da contabilidade na integração da loja física e virtual

As fronteiras entre os negócios virtuais e físicos estão cada vez mais tênues. Diversas empresas, atualmente, funcionam nos dois modelos de atividade. Em ambos, o trabalho da continua sendo fundamental. Neste artigo, buscaremos entender qual a importância da para a integração entre esses dois métodos de negócio.

Muitas empresas iniciam suas atividades no mundo digital e posteriormente também se estabelecem presencialmente, seja em lojas ou escritórios. No entanto, o contrário é mais comum, um bom número de empresas migrou para a internet, nos últimos anos, seja para funcionarem restritamente nesse ambiente ou mesmo para manterem os dois modelos.

Segundo a ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, desde o começo da pandemia e do isolamento social, cerca de 135 mil empresas abriram lojas virtuais para se manterem no mercado e sobreviverem à crise econômica que acompanha à sanitária.

Apesar disso, muitos empresários ainda acreditam que não há necessidade de disporem do serviço contábil, além da rotina comum. No entanto, isso é um grande erro.

Hoje, o é muito mais do que o responsável pelo cálculo de tributos e legalização da empresa. Um serviço de atualizado pode se tornar um importante conselheiro dos gestores e contribuir para a tomada de decisões.

Além disso, esse profissional ainda atua de forma dinâmica na integração entre as lojas físicas e virtuais.

Vamos entende um pouco mais sobre isso.

Integração entre loja física e virtual

Uma das melhores formas de entender o que é integração entre loja física e virtual é pensar nela como uma capaz de aumentar a qualidade da do cliente, bem como sua satisfação e possibilidades de relacionamento com a loja.

De outra forma, podemos dizer que a integração é a união entre os dois canais de comunicação, o presencial e o virtual, de modo a ter ambos disponibilizados para o cliente.

Nos internos da empresa, isso pode ser feito de diversas maneiras. Por exemplo, é possível manter estoques distintos para atender aos pedidos. Algumas lojas, costumam ter uma variedade maior de produtos nas lojas virtuais, enquanto outras fazem questão de oferecer os mesmos itens em ambas as lojas.

Essas diferenças dependem da visão e adotada por cada empresa. Um ponto importante ainda de se notar é que a integração da loja física e virtual funciona como uma forma de equilibrar as desvantagens de cada uma, melhorando a de compra do cliente e auxiliando-o de forma mais assertiva na decisão de compra.

O papel da na integração das lojas físicas e virtuais

Em um país como o Brasil, que possui uma das cargas tributárias mais onerosas do mundo, o por si já desempenha um papel de relevância na saúde financeira de qualquer empresa.

No entanto, muito além de emitir guias de recolhimento e fazer cálculos para a tributação, o deve procurar as maneiras que mantenham as lojas físicas e virtuais em dia com as tributações e que sejam ao mesmo tempo mais vantajosas para elas.

A integração entre os dois modelos de negócios exige adequações da empresa, as vezes até mesmo a necessidade de abertura de novos CNPJs. Para apontar o modelo tributário ideal lojas físicas que tenham também e-commerce é preciso analisar as especificidades das mercadorias e peculiaridades regionais, e por isso mesmo é fundamental da consultoria de um contador.

Por exemplo,  existem empresas que vendem artigos tangíveis, no entanto outras irão comercializar produtos não tangíveis em suas lojas virtuais.

Isso pode ser um verdadeiro desafio para a compreensão e definição das especificidades tributárias. Nesse sentido, a ação de contador é impar e indispensável, pois é ele o profissional que vai superar os obstáculos dessas novas realidades.

Além disso, considerar como serão estimados os tributos das lojas também não é tarefa simples. O sistema de tributação de uma e outra podem variar ou ainda pode se optar por seguir o mesmo caminho para ambas.

Nos dois casos é preciso um contador atualizado às novas dimensões tecnológicas de comércio, mas que também tenha conhecimentos relevantes sobre os regimes de tributação e sobre as legislações referentes.

Caso contrário, durante a integração entre loja física e virtual, a empresa pode terminar pagando por mais tributos do que o necessário ou encontrar-se em uma situação ainda pior a de pagar multas e juros por atraso ou por falta de adequação fiscal.

Contudo, o maior valor do serviço contábil está além da questão tributária. O mundo do e-commerce é multicanal. Ou seja, o mesmo comerciante realizará por meio de diversos canais físicos e digitais.

Cada canal tem uma política própria de comissionamento, entregas, devoluções. Além disso, os canais são, muitas vezes, especializados em um determinado público.

Há marktplaces horizontais como Mercado Livre e Amazon. Mas também há alguns especializados como Mobly, Netshoes.

Além dos marktplaces, há a possibilidade de venda por meio de lojas físicas e digitais próprias. E ainda redes sociais, Whatsapp, distribuidores, representantes.

Enfim, para otimizar as por meio desta infinidade de canais é fundamental uma excepcional.

Assim, o comerciante pode contar com o serviço de contabilidade para:

  1.  adequada dos produtos em cada canal de ;
  2. otimização das compras;
  3. otimização do fluxo de caixa;
  4. otimização dos estoques;
  5. acompanhamento das  importantes para o comércio eletrônico;
  6. manutenção da conformidade legal, em especial em relação aos aspectos tributários no faturamento para  nacionais;
  7. otimização das  identificando quais produtos vendem mais, com maior margem, em cada canal.

Valor de mercado e valor patrimonial

Uma outra situação que demonstra a importância da contabilidade no processo de integração entre loja física e virtual está atrelada ao valor que uma empresa pode receber após entrar na internet.

Muitas lojas quando passam a atuar no mercado virtual têm seu valor de mercado aumentado de forma exponencial. No entanto, isso não reflete necessariamente um aumento de receita. Isso decorre do fato dessas empresas ganharem muita evidência em suas marcas ou mesmo em seus sistemas de trafego ou organização de . No entanto, esse valor que vai por exemplo se refletir nas ações, não estão na ordem de ativos, são intangíveis.

Assim, em situações semelhantes um contador deve ser capaz de interpretar a diferença entre o patrimônio da loja física, da loja virtual e do valor da marca no mercado.

Transmitir aos gestores informações pouco esclarecidas sobre essas ocorrências pode levar a enganos financeiros fatais, capazes até de arruinar as mais fortes entidades.

Quando a loja virtual funciona como representante?

Um outro caso comum que demonstra a importância da contabilidade na operação de integração, é quando os bens e serviços vendidos pela empresa iniciam e terminam seu processo de venda e no meio virtual.

Decorre disso que o bem não circula pela empresa de fato. Ele sai direto da distribuidora ou fornecedora para as mãos dos clientes. Muitas lojas físicas, também oferecem produtos virtuais dessa maneira, ou seja, funcionam como representantes comerciais das distribuidoras.

Dessa forma, uma série de equívocos em relação a investimentos, patrimônios e tributação podem ocorrer, necessitando da consultoria e ação de um contador atualizado e qualificado para o serviço.

Esperamos ter demonstrado a importância da contabilidade na integração da loja física e virtual.

Para saber mais sobre e negócios inscreva-se em nosso canal do YouTube.

Obrigado pela leitura!