A popularização Inevitável da Inteligência Artificial: Como a IA está revolucionando a sua vida

“Estamos em pleno renascimento dos serviços profissionais. A inteligência artificial não é mais uma opção: ou nos adaptamos e prosperamos ou resistimos e nos tornamos obsoletos. A genialidade humana é agora mais crucial do que nunca nesta evolução“ Roberto Dias Duarte

“Estamos em pleno renascimento dos serviços profissionais. A inteligência artificial não é mais uma opção: ou nos adaptamos e prosperamos ou resistimos e nos tornamos obsoletos. A genialidade humana é agora mais crucial do que nunca nesta evolução.”

Roberto Dias Duarte

No início dos anos 2000, uma porta se abriu para mim que mudaria para sempre a minha vida profissional: fui convidado para ser diretor de marketing e vendas de uma empresa de software voltada para escritórios de contabilidade. Essa oportunidade significava uma mudança drástica, pois, apesar de ter tido algum contato com o tema na faculdade, eu estava longe de ser um especialista.

A minha experiência, até então, era a de um técnico. Desde os meus 17 anos, eu havia me dedicado à programação, à análise de sistemas, à gerência de projetos, e à consultoria. Eu conhecia a tecnologia, mas não conhecia os desafios do marketing e das vendas, muito menos o universo dos escritórios de contabilidade.

Diante do desafio que me aguardava, tomei uma decisão que, retrospectivamente, foi crucial para a minha trajetória: decidi conhecer melhor o . E que melhor maneira de fazer isso do que lecionando a disciplina de tecnologia da informação em um curso de ciências contábeis? Assim, eu poderia compreender o modelo mental dos contadores, seus desafios, suas necessidades e suas expectativas.

Ademais, com o intuito de fomentar uma relação de confiança e parceria com os empresários da contabilidade, comecei a buscar assuntos de interesse desse público. A ideia era clara: ao explicar as tendências do setor, eu não só demonstraria o meu interesse pelo campo, como também estabeleceria um diálogo produtivo com eles.

Foi nessa busca que eu descobri o Sistema Público de Escrituração Digital, o SPED. Naquela época, o SPED era apenas um projeto piloto, restrito a um grupo de grandes corporações, autoridades fiscais e uma elite de consultores dessas corporações. No entanto, eu percebi que aquele ecossistema fiscal digital tinha o potencial de transformar a realidade das empresas de contabilidade e sua relação com os clientes.

Com essa descoberta em mãos, decidi compartilhar o conhecimento. Comecei a fazer palestras, escrever e dar aulas sobre o SPED, colocando-me na vanguarda dessa revolução digital na contabilidade. No entanto, a jornada não foi fácil. Em várias situações, enfrentei desafios e objeções inesperadas.

Lembro-me da primeira palestra que fiz. Após uma explicação detalhada sobre a contabilidade digital decorrente do SPED Contábil, SPED Fiscal e a NF-e, fui surpreendido por uma autoridade que, apesar de reconhecer a relevância da minha palestra, afirmou que nunca teríamos contabilidade digital no Brasil.

Em outro momento, a coordenadora do curso no qual eu lecionava convocou-me para uma reunião. Ela me disse que eu não poderia falar sobre o SPED em sala de aula, pois não havia referência bibliográfica sobre o assunto. Em vez de me desanimar, esses episódios me motivaram a buscar mais. Graças a esses desafios, aprimorei minhas palestras, esforcei-me para explicar melhor a minha visão de futuro sobre a contabilidade digital e até escrevi o primeiro livro sobre o tema.

Hoje, estamos diante de outra grande transformação: as ferramentas de inteligência artificial (IA). Elas estão mudando radicalmente a forma como trabalhamos, gerando medo em alguns, negação em outros, e entusiasmo em muitos. Não é possível deter essa transformação. Assim como os acendedores de lampiões não conseguiram bloquear as lâmpadas elétricas e os taxistas não conseguiram deter o Uber, também não é possível frear o uso da IA.

Eu posso garantir que uso a IA diariamente. Todos os textos e imagens do meu blog são co-criados por mim e por ferramentas de IA. A inteligência artificial me ajuda a ganhar velocidade, produtividade e qualidade em meus posts.

Ao longo da minha vida, sempre busquei expressar minhas ideias com clareza. Traduzir conceitos complexos e uma visão de futuro ainda não realizada é um grande desafio. Eu já tentei de tudo: jornalistas, comunicadores, redatores profissionais… Hoje, com a ajuda da IA, consigo produzir um volume de textos que jamais imaginaria no passado, e com uma qualidade surpreendente. E, em breve, a produção escrita dará lugar a vídeos.

Para aqueles que acreditam que a IA faz tudo sozinha, ofereço um desafio: tente! A genialidade, a criatividade, a visão, ainda dependem exclusivamente do ser humano. Em resumo, você tem duas opções: aproveitar as ferramentas de IA e melhorar a sua vida e a de seus clientes, ou voltar ao passado e usar máquinas de escrever para elaborar a escrituração contábil. A escolha é sua!

Marcado como: