• PT
  • EN
  • Método Canvas: como fazer uma faxina geral no escritório contábil e ampliar seu faturamento

    Eu acredito que a segmentação é um processo inevitável, mesmo que o escritório atenda vários segmentos. A percepção do cliente e as unidades internas têm de ser construídas de forma segmentada para reduzir o custo e prestar um atendimento condizente a cada perfil empresarial.
    Eu acredito que a segmentação é um processo inevitável, mesmo que o escritório atenda vários segmentos. A percepção do cliente e as unidades internas têm de ser construídas de forma segmentada para reduzir o custo e prestar um atendimento condizente a cada perfil empresarial.

    Compreender o modelo de negócio da sua empresa, identificar nichos de mercado de alto potencial e elaborar planos de para possíveis clientes são o bê-à-bá de qualquer que deseje ter em seu ramo de atuação.

    Mas como o pode comandar todas essas vertentes se tem de se envolver diariamente em questões operacionais e manter-se atualizado com as legislações de diversos nichos diferentes, ao mesmo tempo em que precisa gerenciar a sua equipe e cuidar para que o empreendimento gere lucro ao final do mês?

    Para fugir dessas armadilhas comuns à maioria das empresas e que impedem seu crescimento sustentável, cada vez mais empresários têm buscado maneiras de melhorar a sua e oferecer serviços que realmente agreguem valor aos clientes, fugindo assim da mera competição por preço.

    Neste sentido, o método “Business Model ” revela-se como uma das mais eficazes ferramentas para se fazer uma faxina geral no negócio contábil e definir, assim, como a empresa deseja estabelecer-se e criar autoridade em sua área.

    Após conhecer essa metodologia, aliada a outras iniciativas, a empresária contábil Renata Lamounier decidiu enxugar a sua carteira de clientes e focar em segmentos específicos, criando canais de comunicação e estratégias de atendimento específicas para cada perfil de cliente.

    Ao fornecer um serviço de melhor qualidade aos seus parceiros comerciais e definir meios de atendimento diferentes para cada perfil de cliente, ela rapidamente conseguiu não apenas recuperar o valor perdido com os que foram embora, mas ampliar em 35% o faturamento.

    “Tínhamos um atendimento igual para todo mundo, mas percebemos que os clientes não são todos iguais. Para alguns, o relacionamento é praticamente todo de forma virtual e em outros fazemos reuniões periódicas e atuamos diretamente na empresa”, explica a contadora.

    Situação semelhante está vivendo o Francisco de Paula, que recentemente também passou por um baseado no Método . Um dos principais benefícios, segundo ele, foi deixar de cuidar excessivamente da parte operacional da empresa – que tem cerca de 180 clientes – e passar a gerenciar melhor o empreendimento.

    “Com isso, foi possível voltar a atenção a outras atividades e atrair os clientes pela qualidade dos serviços e não somente pelo aspecto do valor cobrado”, afirma.

    Para o professor e Roberto Dias Duarte, especialista na aplicação do Método em por meio do 2.0, a segmentação é uma das estratégias mais importantes que devem ser colocadas em prática para assegurar o crescimento do negócio.

    “A segmentação é um processo inevitável, mesmo que o escritório atenda vários segmentos. A questão não é essa. A percepção do cliente e as unidades internas têm de ser construídas de forma segmentada para reduzir o custo e prestar um atendimento condizente a cada perfil empresarial”, destaca Dias Duarte.

     

    Qual sua opinião sobre isso?