PROGRAMA DE LIDERANÇA: 7 PASSOS PARA COMEÇAR A APLICAR JÁ

Liderança eficaz não é fazer discursos ou ser querido, liderança é definida por resultados, não por atributos.

Um programa de tem o mérito de desenvolver a do líder nas empresas. Quando aplicada na área contábil, essa beneficia tanto colaboradores e lideranças, quanto o negócio. 

Assim, é fundamental que os escritórios de adotem boas práticas capazes de identificar potenciais lideranças e qualificá-las para lidar com de pessoas e melhorar a performance dos times. Confira a seguir o que é e como criar um programa de liderança

O que é um programa de liderança?

É um conjunto de treinamentos propostos para desenvolver colaboradores que são ou têm potencial para se tornarem líderes. 

Também chamado Programa de Desenvolvimento de Lideranças (PDL), essa incentiva o fortalecimento de competências interpessoais, comportamentais e técnicas, necessárias ao bom líder. 

Entre elas, a capacidade técnica, habilidades de comunicação e facilidade em delegar funções. Nota-se que apenas o alto conhecimento técnico da função e dos de uma determinada área não qualifica uma pessoa para que ela se torne líder de uma equipe.

Para conduzir colaboradores aos objetivos do negócio, é fundamental que o líder tenha capacidade de se comunicar, motivar, intermediar conflitos entre membros da equipe e desenvolver o time

No entanto, vale destacar que não existe uma cartilha pronta para um bom PDL, pois ele representa a soma de diferentes para qualificar habilidades e competências que o colaborador já tem. 

Diferença entre chefe e líder

Um líder por excelência foca em resultados, ao contrário do chefe, que o faz como apenas uma obrigação a ser cumprida. Para o primeiro, as metas resultam de um processo em que ele se envolve diretamente, estimulando pessoas e administrando obstáculos. Espera-se que a liderança:

  • seja capaz de ouvir e orientar diferentes aspectos do trabalho;
  • possua inteligência emocional suficiente para resolver conflitos pessoais e organizacionais;
  • consiga mobilizar pessoas, desenvolvendo o potencial de cada um;
  • busque diminuir falhas para alcançar resultados pretendidos;
  • cuide de uma equipe para melhorar o desempenho.

Em outras palavras: enquanto o chefe manda que tragam resultados, o líder ajuda a conquistá-los. O resultado do trabalho da são equipes mais colaborativas e engajadas. 

Por que aplicar um programa de desenvolvimento de no seu escritório contábil?

Um líder na representa uma ponte entre os interesses da gestão e da equipe. Além de gerenciar pessoas e planejar estratégias para o setor, ele administra problemas coletivos e individuais, mantendo o time comprometido com os resultados. 

Aplicar um PDL no se justifica pela existência de duas figuras já mencionadas: o chefe e o líder. 

Se o escritório de tem um chefe com excelentes conhecimentos técnicos, mas que não sabe ou não consegue liderar, a tendência é que essa pessoa – o chefe – sinta-se sobrecarregado.

Afinal, ele não tem confiança na própria equipe, não delega funções, não orienta os colaboradores e não mobiliza pessoas em prol de resultados. 

É provável que esse “chefe contábil” tenha que corrigir erros cometidos por outros profissionais, cobrir faltas e revisar todo o trabalho que, sabemos, é bastante minucioso. 

Ainda, é possível que ele precise dar atenção aos clientes do escritório, aumentando o ônus da função. 

Em uma situação como essa, o setor de tem um papel fundamental, que é de identificar esse gargalo e investir em um programa de desenvolvimento de lideranças, tornando sua gestão focada nas pessoas para atingir os melhores resultados.

8 passos simples para criar um programa de desenvolvimento de

Para criar um PDL eficiente para o seu escritório, sugerimos alguns passos. 

1.

Tudo começa pelo planejamento, não é mesmo? Também no desenvolvimento de líderes é necessário planejar e elaborar estratégias para ter um bom resultado. 

Mesmo que você inicie por um plano simples, não deixe de mapear os objetivos do negócio e analise qual é a responsabilidade dos gestores para conquistar as metas da empresa. 

2. Estabeleça quais habilidades o líder da área deve ter

Faça uma lista das características técnicas e comportamentais que a organização defende como necessárias em um bom líder. 

Saber o que é fundamental para o cargo auxilia na busca por um profissional capaz de atender às expectativas da área, além de contribuir para a elaboração de um , caso seja necessário. 

Não deixe de alinhar as habilidades desejadas com os objetivos estratégicos da empresa. 

3. Saiba identificar os profissionais mais aptos à

Nesse quesito não há espaço para vieses inconsistentes, como promover um colaborador baseado apenas no fato dele desempenhar com excelência uma função técnica. 

Considere que nem sempre uma boa performance na execução de atividades específicas é sinal de competência para liderar. 

Analise todas as possibilidades, observe os profissionais que a empresa dispõe, considere o perfil comportamental de cada um e as expectativas de carreira. 

4. Desenvolva soft skills

O líder ideal deve dominar questões técnicas e ter habilidades comportamentais capazes de inspirar e desenvolver pessoas. 

Portanto, o processo de busca por um líder começa identificando habilidades comportamentais que precisam ser desenvolvidas no time. Para isso, conte com ferramentas de mapeamento de perfil comportamental.

Após esse diagnóstico preciso e eficiente, prepare e treine colaboradores para que eles tenham oportunidade de desenvolver as soft skills necessárias para se tornarem bons líderes.

5. contínuo

Ações isoladas não garantem resultados. O desenvolvimento de lideranças deve ser constante e os treinamentos servem para aprimorar habilidades e competências ao longo da jornada do colaborador na empresa. 

6. Avalie os resultados

Após implementar o PDL é essencial avaliar a performance dos novos líderes. Análises contínuas com visão 360º são as mais indicadas para mensurar a qualidade do trabalho executado. 

O acompanhamento facilita a compreensão do que precisa melhorar e direciona para novos treinamentos, se for necessário. 

7. Use a tecnologia como aliada

A e as novas tecnologias no universo da gestão de pessoas têm muito a contribuir com os programas de liderança. 

Essas ferramentas são altamente eficientes e precisas para mensurar resultados, coletar e extrair dados para análises e realizar mapeamento de perfil comportamental, por exemplo.

Portanto, contar com uma plataforma de RH, é o ponto de partida e o “braço” necessário para começar a implementar um programa de desenvolvimento de lideranças na sua empresa de contabilidade.

Conclusão

O programa de é um instrumento fundamental para qualificar o time e levar o seu negócio a atingir os melhores resultados. Afinal, bons líderes conectam as pessoas com os objetivos da empresa, fazendo com que todos caminhem na mesma direção. 

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe nosso ebook gratuito para Desenvolvimento de lideranças: invista numa equipe de sucesso!