Você sabe como o Open Banking irá transformar os serviços contábeis?

por Sooraj Shah, traduzido por .

O Open Banking permitirá que os contadores tenham uma oferta de valor realmente disruptiva (e de alto valor)
O permitirá que os contadores tenham uma oferta de valor realmente disruptiva (e de alto valor)

O pode ainda caminhar a passos lentos, mas é muito provável que ele seja o responsável por um enorme salto de no setor bancário e permitirá que os contadores tenham uma oferta de valor realmente disruptiva (e de alto valor) para seus clientes, ao invés continuarem focados na execução de tarefas relacionadas aos processo administrativos, burocráticos e tributários.

Neste artigo, Sooraj Shah mostra o que são as operações bancárias abertas e elas mudam radicalmente a prestação de serviços contábeis de alto valor no mundo.

O que é o ?

O Open Bank tem como objetivo promover uma transformação no modo como as organizações de serviços financeiros se vêem e se interagem.
O Open Banking tem como objetivo promover uma transformação no modo como as organizações de serviços financeiros se vêem e se interagem.

Em junho de 2013, a Autoridade de e Mercados do Reino Unido (CMA, Competition and Markets Authority) realizou, durante 3 anos,  uma análise dos  bancos de varejo para verificar se havia suficiente no mercado.

Antes de sua conclusão, em novembro de 2015, a Segunda Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2) foi aprovada pelos legisladores da União Européia, o que significa que os bancos devem criar interfaces abertas de seus sistemas (APIs) para abrir seus dados e infra-estrutura para outras empresas.  As regras devem implantadas em todos os Estados membros da UE – incluindo o Reino Unido – até 13 de janeiro de 2018. Esta nova regra vai acabar com o monopólio dos bancos com relação aos dados de seus usuários. Isso permitirá que empresas como a Amazon (e qualquer outra empresa que opera em nuvem), criem serviços bancários digitais embutidos em seus sistemas.

A Autoridade de e Mercados (CMA) é um departamento governamental não ministerial no Reino Unido, responsável pelo fortalecimento da comercial e pela prevenção e redução de atividades anticoncorrenciais. Fonte: Wikipedia

Então, em agosto de 2016, o CMA finalmente publicou a conclusão de sua análise do mercado, divulgando que

“os bancos grandes e ultrapassados não conseguiam competir suficientemente para o evoluir o negócio dos seus clientes”.

Ele sugeriu que os bancos de varejo liberassem e disponibilizassem dados através de uma API aberta até 31 de março de 2017 e, em seguida, concordem com os padrões abertos de TI para APIs com funcionalidade de leitura e gravação completa pelo prazo de PSD2 de janeiro de 2018.

O Open Banking tem como objetivo promover uma transformação no modo como as organizações de serviços financeiros se vêem e se interagem.

Richard Evans, chefe de risco e garantia na auditoria, empresa fiscal e de consultoria Crowe Clark Whitehill define o Open Banking como

“uma plataforma de software que permite ao cliente comparar os preços de diferentes componentes dos serviços bancários – por exemplo, compensação, pagamentos, investimentos e uso de diferentes fornecedores para diferentes serviços em uma plataforma “.

E, de acordo com Farida Rahman-Wright, gerente de padrões profissionais da AAT, quando a diretriz for totalmente implantada, ela desencadeará uma transformação no modo como as organizações de serviços financeiros interagem com o mercado, pois proporcionará um maior intercâmbio de dados entre organizações de serviços financeiros.

“Isso quer dizer que os desenvolvedores de software poderão criar aplicativos e sites, que acessando informações financeiras dos usuários e usá-los para fornecer serviços de previsão de fluxo de caixa, contabilidade ou gerenciamento de despesas”, disse ela.

O uso de APIs já é prática antiga na indústria de .

“Um excelente exemplo disso é o Uber, que para a versão Android do aplicativo usa a API do Google Maps, possibilitando a visualização de rotas e direções, além de rastrear o driver e o cliente”, explicou Evans.

Embora existam inúmeros benefícios para os consumidores, as mudanças são enormes para os bancos tradicionais, uma vez que os bancos menores e mais ágeis podem criar  parcerias com as empresas de serviços financeiros acirrando a competição no mercado.

O que isso significa para a contabilidade?

Alex Cardona, co-fundador da Codat, API e portal online para ver dados do software, explica que a primeira que afetará os contadores é a reconciliação.

“Claramente, o Open Banking vai tornar muito mais simples e robusto acessar a movimentação bancária”, disse ele.

Sooraj is a freelance technology journalist covering all things IT.
Sooraj is a freelance technology journalist covering all things IT.

Os clientes do banco serão capazes de gerenciar melhor seu dinheiro – deixando os contadores focarem na parte do valor agregado da profissão.

Haverá mudanças significativas na medida em que diferentes ferramentas de software de negócios consomem dados financeiros – e a Cardona acredita que isso estimulará idéias inovadoras no setor.

“O benefício de abrir o acesso a dados como este é que as pessoas inteligentes encontrarão idéias fantásticas que ninguém pensou até que tivessem os dados. Os contadores tornar-se-ão mais capacitados para se concentrar em ser conselheiros do que nunca, já que o trabalho administrativo se automatiza cada vez mais, e todo sistema comercial se alimenta diretamente no software de contabilidade “, afirmou.

O conceito pode deslocar o poder dos provedores de software da nuvem nos próximos anos.

De acordo com Daniel Houghton, diretor de parcerias da Tide, um serviço bancário de para pequenas empresas, o Open Banking irá ampliar muitos dos benefícios que foram introduzidos no setor contábil como resultado do software de contabilidade na nuvem.

“O software de contabilidade em nuvem faz com que muitos dos dados sejam mais acessíveis e transparentes para o e o Open Banking acelera a velocidade em que isto está acontecendo”, disse ele.

No entanto, ele também sugeriu que o conceito pode deslocar o poder para longe dos fornecedores de software em nuvem nos próximos anos.

“Algumas empresas de contabilidade estão construindo seu próprio software concorrendo com  Xero, e o Open Banking tornará mais fácil para essas empresas construir seu próprio software – enquanto antes era um gigantesco trabalho”, sugeriu, acrescentando que grandes e as pequenas empresas podem desenvolver seu próprio software proprietário em uma tentativa de reduzir custos.

 

Xero é uma empresa de software de contabilidade para pequenas e médias empresas em nuvem baseada em Nova Zelândia.

Embora não se saiba ao certo o quão aberto o setor bancário afetará o setor, Evans sugere que ele não deve ser visto isoladamente pelo setor contábil.

“Deve ser considerado ao lado de mudanças regulatórias mais amplas, como o PSD2 e a regulamentação geral de proteção de dados da UE (GDPR), a lei de privacidade de dados do Reino Unido, bem como outras ações do CMA em relação à ”, disse ele.

Você está acompanhando a evolução do Open Banking? Como você acha que isso afetará o mundo da contabilidade?

Artigo original: Open Banking: What does it mean for accountancy?

*Sooraj is a freelance technology journalist covering all things IT.

Qual sua opinião sobre isso?

18 thoughts on “Você sabe como o Open Banking irá transformar os serviços contábeis?”