Como o modelo de negócios “Canvas” pode ajudar o empresário contábil?

O planejamento estratégico é fundamental para entender o seu negócio, fazer prospecções e nortear as ações para o futuro da sua empresa contábil.

por Roberto Dias Duarte

O planejamento estratégico é fundamental para entender o seu negócio, fazer prospecções e nortear as ações para o futuro da sua empresa contábil.
O é fundamental para entender o seu negócio, fazer prospecções e nortear as ações para o futuro da sua .

não é uma atividade simples, não é brincadeira, e não são poucas as ideias de negócios que surgem diariamente.  No Brasil são mais de 10 mil empresas com o perfil de Startup, administradas por jovens que buscam a inovação em qualquer área ou ramo de atividade, procurando desenvolver um modelo de negócio escalável. Só elas movimentam cerca de R$ 2 bilhões, e cada vez mais têm atraído novos investidores.

Não muito distante estão as empresas de contabilidade, que cada vez mais precisam se adaptar às novas transformações do mundo globalizado e reavaliar seu negócios constantemente. Quem não faz isso, corre o risco de ficar estagnado e perder espaço no mercado. De acordo matéria divulgada pela revista Exame, após os escândalos financeiros que envolveram grandes empresas e políticos dominarem as manchetes, atividades ligadas a controle de financeiros e tributários serão prioritários na medida em que a boa governança corporativa e transparência ganham mais destaque. Seu escritório está se preparando para aproveitar as oportunidades?

Só consegue alçar vôo quem sai do conforto e busca a aplicação de novas estratégias e métodos para revisitar seu negócio nas mais diversas áreas como , em serviços, em , entre outros. Compreender a realidade do mercado, conhecer as necessidades de seus clientes e os pontos fortes do seu escritório, por exemplo, pode ser mais fácil com o conceito de modelo de negócio Canvas.

O que é o modelo de negócio ?

Conhecida também como Business Model Generation (BMG), em português, Geração de Modelo de Negócio, o é aplicado na concepção de novos negócios e também no relançamento de produtos. Para usá-lo, os profissionais baseiam-se nos conceitos de design thinking (técnicas que os designers usam para resolver problemas.), em um framework que abrange nove blocos de avaliação. Foi criado pelo suíço Alexander Osterwalder, e visa ajudar os empreendedores a identificarem formas de se diferenciar e inovar no mercado em que atuam.

O é fundamental para entender o seu negócio, fazer prospecções e nortear as ações para o futuro da sua . Este momento é crucial para revisitar e reavaliar os objetivos, prioridades e investimentos. Ao utilizar o Canvas, os gestores precisam estar em busca de novas soluções para a melhoria contínua do seu negócio. Muitos empreendimentos começam com pouco planejamento e podem acabar não indo muito longe. Por isso, vale muito conhecer e executar o para melhorar seu planejamento.

Para ter um negócio de é preciso ter uma estrutura no seu negócio, só assim será possível entregar valor aos clientes. Então, deve-se considerar que um bom resultado provém de práticas internas. O Canvas, para o empresário contábil,pode auxiliar como forma de entender melhor como entregar mais valor para seus clientes e, simultaneamente, otimizar seus recursos. Ou seja, fica mais fácil de compreender como ser valorizado pelo mercado e como reduzir os custos operacionais. Todo esse processo de planejamento do negócio é feito sem burocracia.

O Canvas é dividido em 9 :

  • Segmento de clientes: define quem você vai atender. O ideal é que você já tenha escolhido um de mercado. Este é um dos assuntos mais profundos do modelo de negócios. A diferença entre o e o fracasso de um negócio passa, necessariamente, pela compreensão  dos conceitos de segmento, e persona.
  • : representa o valor que você pode entregar aos seus clientes. Não tem relação com custo ou preço. Pode ser definida com perguntas como: que tipo de ajuda você vai oferecer? O que seu negócio proporciona de útil para os interessados em adquirir seus produtos ou serviços? e segmento são as duas dimensões mais importantes do modelo de negócios. Sem uma boa definição das duas, o modelo será medíocre, irrelevante e a empresa irá cair na competição por preço.
  • Canais: Como você entregará seu produto ou serviço ao cliente? pessoal? Portal de serviços? Telefone, email? Você deve colocar os canais necessários para a logística de entrega de seus produtos ou serviços. Também servem para ampliar o conhecimento dos clientes sobre sua .
  • Relacionamento com os clientes: define qual a forma de relacionamento você terá com seu cliente baseado no seu modelo de negócios. O será personalizado, customizado ou padronizado. Lembre-se do caso dos bancos. O tipo de relacionamento é igual para todos clientes? Atender de forma igual, clientes diferentes gera consequência desastrosas para o modelo de negócios.  Pode ser que clientes de baixo valor sejam atendidos com custos além do que eles podem pagar. Ou o contrário: clientes de alto valor serem atendidos aquém de suas expectativas.
  • Receitas: explica qual são as fontes de receitas da empresa.
  • Atividades-chave: você pode estipular quais atividades serão fundamentais para  que sua empresa possa funcionar. Ou seja, aquelas que influenciam diretamente o valor entregue ao cliente.  É possível definir, detalhadamente, as ações que fazem parte do serviço e sem as quais, a empresa não conseguirá operar.
  • Recursos-chave: que recursos o seu negócio precisa para entregar sua ? Você precisa de equipamentos ou profissionais específicos? Ou então de uma estrutura física? Aqui entra tudo aquilo que é imprescindível para a sua produção e distribuição de seus produtos e serviços.
  • Parceiros-chave: quem são seus parceiros que fornecem os recursos-chave? Você pode listar os possíveis parceiros e fornecedores que serão importantes para seu negócio, Eles podem contribuir com produtos ou serviços que complementarão seu negócio.
  • Estrutura de custos: identifica quais gastos você terá na estrutura do seu negócio. É importante incluir os custos fixos, como compra de equipamentos e materiais, os custos recorrentes, como luz e água e os custos e até investimentos que podem podem ser necessários ao longo da trajetória de seu empreendimento.

O objetivo é que você avalie cada ponto, de forma a complementar cada um deles.

Veja nesse vídeo como acontece a aplicação do modelo Canvas.

O Canvas na empresa contábil tem o poder de implementar um modelo de negócio colaborativo permitindo que a empresa estabeleça e crie autonomia em sua área,  possibilitando o crescimento sustentável com a organização e boa estruturação do ambiente. Essa metodologia ajuda os empresários que querem ir além do modelo de negócios trivial, saindo da por preços. O modelo permite a criação de nichos e um atendimento específico para cada um deles , podendo inclusive aumentar as receitas e diminuir custos significativos. Com o Canvas divulgado na empresa, você ainda consegue dar propósito e aumentar o engajamento de seus colaboradores.

A empresária contábil Renata Lamounier resolveu investir no Canvas e, com essa aplicação e análise, chegou à conclusão que deveria enxugar a sua carteira de clientes e focar em segmentos específicos. Com isso, criou canais de comunicação e estratégias de para cada perfil de empresa. Segundo Renata, o valor investido foi recuperado, reduzindo custos e ampliando o faturamento em 35%  .

Ferramenta para aplicação do modelo de negócios Canvas

Para facilitar a aplicação do modelo de negócios Canvas, o Sebrae criou o Sebrae Canvas, ferramenta que permite aos gestores criar um quadro ou tela padrão para descrever e visualizar seu modelo de negócio, seja na abertura da sua empresa ou no replanejamento dela.

O uso do Canvas na empresa traz vantagens pela velocidade de construção e preenchimento, pela facilidade de comunicação entre os envolvidos  e a possibilidade de garantir essa correlação clara no preenchimento dos blocos que o compõe. A visualização dessas informações dispostas lado a lado, no mesmo quadro, ajuda a análise e absorção das estratégias.

É preciso reavaliar muitas questões antes de investir no próprio negócio, isso se o objetivo é ter e crescer.  É importante, antes de iniciar um projeto, que você saiba qual caminho traçar. Por isso, a de divisão do Canvas têm o objetivo de fazer com que o pense de forma objetiva e clara sobre cada aspecto de seu negócio, possibilitando modificações ao longo do processo.

Qual sua opinião sobre isso?