O cliente não valoriza meu trabalho, e agora?
mar06

O cliente não valoriza meu trabalho, e agora?

O livro “O Paradoxo da Excelência” (David Mosby e Michael Weissman) traz a seguinte conclusão: “Quanto mais você aumenta a sua performance, mas invisível você fica para o seu cliente”. Como sair desta situação?

Read More
Senior anuncia as oito startups selecionadas para fase de pré-aceleração no Programa Inov
nov14

Senior anuncia as oito startups selecionadas para fase de pré-aceleração no Programa Inov

Com duração de 30 dias, nova etapa, que foi inserida na edição do programa de aceleração de startups neste ano, inclui entrevistas e avaliação detalhada dos negócios

Read More
Estratégias para ter mais foco no dia a dia
nov09

Estratégias para ter mais foco no dia a dia

Christian Barbosa – maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade – acredita que existe uma tríade de ações capazes de ajudar a melhorar o foco: descansar da maneira adequada, realizar as refeições da forma correta e fazer exercícios físicos regularmente.

Read More
Darwin Starter divulga startups selecionadas para sua segunda turma de aceleração
out31

Darwin Starter divulga startups selecionadas para sua segunda turma de aceleração

As 14 startups selecionadas já começam a receber mentorias e acompanhamento a partir de 26 de outubro, na nova sede do programa, localizada no Centro de Inovação ACATE, em Florianópolis/SC.

Read More

O novo empreendedorismo na Era do Conhecimento

A história da humanidade é pontuada por episódios que deixaram marcas indeléveis na trajetória da sociedade. Muitas realizações do passado hoje se fazem presentes em nosso dia a dia, transformando o que antes soava como ficção, e até mesmo charlatanismo, em produto ou serviço essencial para boa parte das pessoas. Há cerca de 100 anos, por exemplo, o pai da indústria automobilística, Henry Ford, introduziu o famoso conceito da linha de montagem – padronizando e simplificando tarefas –, algo fundamental para popularizar não só o uso do carro, mas também oferecer um modelo de procedimento, depois adotado por outros segmentos que acabariam conseguindo baratear seus custos com base na produção em massa. Para viabilizar tais resultados, foi essencial inicialmente a eliminação dos movimentos “inúteis” para reduzir o tempo de produção, uma vez que o trabalho passou a ser entregue ao operário ao invés de o próprio trabalhador ter de buscá-lo. Além disso, a divisão sistemática das tarefas em pequenas etapas acabaria por dispensar a qualificação dessa mão de obra, outro significativo fator de barateamento altamente conveniente naquela ocasião. Rememorar esses fatos torna-se importante neste início da segunda década do século 21, uma vez que as rápidas mudanças em curso – por suas características próprias – requerem novos paradigmas, frente ao pragmatismo que tanto marcou o século passado. Neste novo e admirável mundo, o empreendedorismo passa a ter como base o domínio não apenas dos meios de produção, mas – fundamentalmente –das relações humanas ao seu redor, o que inclui desejos, angústias e muitas outras demandas. Sob esta ótica, fica fácil entender a reviravolta sofrida pelo mercado de uma forma geral, passando a desprezar movimentos inúteis de inúmeras naturezas e exigir um novo DNA do profissional envolvido na missão de realizar tantos sonhos, agora de forma pró-ativa, com capacidade de liderança e aptidão, sobretudo, de empreender novos negócios em ambientes cada vez mais seletivos e de competição. Foi assim que entrou em extinção o colaborador estático, passivamente à espera do trabalho a ser realizado, que antes chegava no formato ideal em suas mãos. Estudar o mínimo possível, apenas para ostentar e velho e bom diploma, é outro procedimento fadado a desaparecer num cenário como este, em constante mutação. No campo da Ciência da Riqueza, os ícones da Nova Era do Conhecimento também se mostram inevitáveis, pois na ‘linha de produção contábil’, o insumo principal é a informação, tão necessária para a sobrevivência de qualquer empresa que acabou guindando o contador à condição de gestor, praticamente um parceiro do negócio. Processada por meio do conhecimento técnico e científico, a informação é responsável direta por alimentar usuários não apenas gestores e empreendedores,...

Read More
EnglishEspañol