Inovação na contabilidade: quais os impactos da transformação digital?

por Roberto Dias Duarte

A crescente conectividade impulsiona a digitalização dos negócios, que vem mudando a forma de atuação no mercado em vários setores, incluindo o contábil. Saiba como se adaptar à inovação na contabilidade.

A crescente conectividade impulsiona a digitalização dos negócios, que vem mudando a forma de atuação no mercado em vários setores, incluindo o contábil. Saiba como se adaptar à inovação na contabilidade.

A transformação digital já é bem conhecida pelos empreendedores. A crescente conectividade alterou as configurações do mercado e, agora, para permanecer competitiva, uma organização não só deve ajustar-se às novas exigências de automação dos processos e modelos de negócio, mas também experimentar novas estratégias.

Isso significa que a inovação no escritório contábil ou em qualquer outra organização depende de afastar-se de processos antigos em favor de novas práticas. Essa atitude é essencial para obter sucesso e manter a competitividade no mercado!

Em termos gerais, esse processo de transformação digital pode ser definido como a integração estratégica da tecnologia em todas as áreas de uma empresa. Isso resulta em mudanças fundamentais na forma como as organizações operam e de que forma o valor do serviço é oferecido aos clientes. Além disso, ela também requer mais do que apenas implementar a mais recente solução de infraestrutura ou sistema, é preciso uma mudança de mentalidade completa no perfil da empresa e na forma de atuação.

Transformação digital é uma nova abordagem onde a T.I.C. desempenha papel chave na transformação da estratégia, estrutura, cultura e processos de uma empresa utilizando o alcance e o poder da internet.

Transformação digital em toda cadeia de valor dos escritórios de contabilidade

E não são apenas os escritórios de contabilidade que estão precisando se adaptar a essas transformações, outros setores também.

Dentro da indústria de produtos de consumo, por exemplo, a inovação tecnológica se tornou essencial para visibilidade em tempo real da cadeia de suprimentos. Sem essa opção, o planejamento da produção seria realizado sem as informações necessárias para ser eficiente. Dessa forma, grandes varejistas ficariam impossibilitados de mapear o comportamento de consumo de forma rápida, sendo incapazes de direcionar fabricação, compras e distribuição. Complicado, não é mesmo?

Apesar de não parecer, a própria área de TI (Tecnologia da Informação) está precisando se reinventar, transformando-se na chamada TI Bimodal, que representa a aproximação da TI e do CIO (Chief Information Officer) das áreas de negócios. Essa necessidade de mudança vem tirando os profissionais de TI da zona de conforto para novas adaptações ao mercado. Com a TI Bimodal, as áreas precisam administrar suas responsabilidades tradicionais, como estabilidade das operações de infraestrutura e sistemas. E além disso, buscar conhecimento de negócio do segmento em que atua, como foco na evolução das aplicações para gerar vantagem competitiva no mercado.

De acordo com Peter Sondergaard, vice-presidente sênior e líder global de pesquisa do Gartner, é previsto que 75% das organizações de TI sejam bimodais de alguma forma até o final de 2017.

Levando em consideração essas transformações, o CMO (Chief Marketing Officer),  também tem um papel diferente agora, e precisa estar mais próximo das áreas de negócio. Espera-se desses profissionais um perfil inclinado às novidades digitais, além de contato direto com tecnologia. Ao passo que a digitalização dos negócios traz insumos para analisar o mercado, comportamento de consumidores e assim contribuir diretamente com a geração de novos negócios.

Impactos da Transformação digital:

  • Transformação da Experiência do Cliente: entendendo o cliente,  engajando o cliente, oferecendo novas formas de contado com o cliente;
  • Transformação dos Processos Operacionais:digitalizando processos, capacitando colaboradores, gerenciando performance;
  • Transformação dos Modelos de Negócios: criando modelos de Negócios Digitais globalizando negócios em meio digital

Esses são alguns exemplos dos impactos da digitalização dos negócios. E embora a transformação digital varie amplamente com base nos desafios e demandas específicas das organizações, existem temas comuns que todos os líderes de empresas devem considerar quando iniciam a transformação digital e a inovação.

Por meio de novos investimentos em tecnologias e modelos de negócios, espera-se melhorar o engajamento dos clientes digitais em todos os pontos de contato no ciclo de vida de sua experiência.

Entendemos que Transformação Digital é o uso da tecnologia para aumentar de forma significativa a performance e o alcance das empresas por meio da mudança como os negócios são feitos.

Considerando que todos os setores estão se adaptando, porque a contabilidade ficaria de fora?

Não ficaria, o que implica dizer que, para que seu escritório se mantenha competitivo, a questão não é se, mas quando você vai se adaptar às novas tendências da contabilidade.

Mais do que nunca, as empresas, em especial, os escritórios contábeis, precisam ter tipos de perfis para iniciativas que provém da tecnologia da informação. Além, é claro, de buscar métodos de sustentação das operações, gerando inovação para impulsionar o negócio.

Sendo assim, os empresários contábeis que desejam mudar o perfil e a forma de atuar no mercado, devem procurar esses temas compartilhados ao desenvolverem sua própria estratégia de transformação digital  e, também, ao aplicar a inovação na contabilidade. A verdade é que a experiência digital já não é mais uma opção para a liderança corporativa. Cada setor do mercado é obrigado a alavancar a tecnologia digital como um meio de se comunicar e interagir com seus clientes, criar novas cadeias de fornecimento para entregar produtos e serviços e aproveitar dados e informações sobre eles.

Um pré-requisito importante nesse cenário é a capacidade de entender e trabalhar bem com a tecnologia. As formas tradicionais de fazer negócios estão mudando constantemente por causa do digital, e os líderes precisam ser bem informados e flexíveis o suficiente para superar desafios e aproveitar as oportunidades digitais.

Isso implica dizer que você, que quer se posicionar como contador 2.0, precisa atentar a alguns pontos cruciais:

  • Eficiência operacional;
  • Segmentação de mercado;

Quando você foi empreender, ninguém disse que seria fácil não é mesmo? A adaptabilidade é essencial em toda essa transformação. Muitos dos papéis funcionais que emergem das transformações digitais de hoje não foram totalmente definidos e continuarão a mudar à medida que as melhores práticas se desenvolvam. O sucesso de um escritório contábil depende da inovação na contabilidade – ou então, por mais duro que possa parecer, sua empresa pode estar indo em direção ao fracasso.

Vou ajudar você a dar um primeiro passo nessa direção: primeiro assista este vídeo. Nele eu falo um pouco mais sobre como a transformação digital acelera o empreendedorismo na contabilidade. Na sequência, que tal abraçar a inovação contábil, garantir um envolvimento eficaz do cliente, novas maneiras de pensar e se capacitar para tomar decisões baseadas em informações estratégicas, usando métodos consagrados no mercado? Confira como o Workshop Contador 2.0 pode contribuir para as transformações digitais e a inovação no seu escritório contábil!

 

Qual sua opinião sobre isso?

Author: Roberto Dias Duarte

Business adviser for innovation in the global accounting firm market.

Share This Post On

Submit a Comment

Or